Adicionar aos Favoritos      Indique este Site quinta-feira, 14 de novembro de 2019                                                                         
notícias
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
O movimento do HM4 Thunderbolt
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Max Büsser com o HM4 no pulso
Clique para zoom
Clique para zoom
Os "Amigos" responsáveis pelo projeto e execução do HM4 Thunderbolt

Clique nas imagens para visualizar as ampliações
A decolagem do HM4 Thunderbolt!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Um relógio de pulso tradicional assume habitualmente um papel relativamente comum e simples, o de indicar as horas. Tudo que é necessário é um ponteiro para as horas, um outro para os minutos, e talvez ainda uma indicação de reserva de marcha de maneira a cumprir o seu papel de medidor do tempo. O novo HM4 Thunderbolt não escapa a este conceito e apresenta também um ponteiro para as horas, um para os minutos e igualmente uma indicação de reserva de marcha. Ou seja, o HM4 cumpre exemplarmente a sua função básica de indicar as horas! Poderemos então definir o novíssimo HM4 como um relógio convencional?

O HM4 não é um relógio convencional!

A caixa desta nova criação apresentada hoje ao mundo funde-se com o seu mecanismo interno num só elemento inspirado no mundo da aviação. Neste conceito irreverente, a caixa e o mecanismo não poderiam coexistir um sem o outro, apesar de individualmente representarem autênticas obras de arte por direito próprio.

O movimento do Thunderbolt é o culminar de três longos anos de desenvolvimento, no decurso dos quais cada um dos mais de 300 componentes, que lhe dão forma e função, foram desenvolvidos especificamente para este calibre que a MB&F classifica mesmo de “anárquico”. Duas molas principais dispostas horizontalmente impulsionam dois trens de engrenagens verticais, transferindo a força vital que movimenta esta criação aos dois volumes fusiformes que indicam horas, minutos e a reserva de marcha.

Mas descrever o movimento do HM4 exclusivamente através da sua função mecânica é como falar de uma pintura de Renoir referindo-se apenas à composição química da tinta utilizada. Só a contemplação do conjunto permite uma apreciação plena, na qual a seção da caixa com cristal de safira e painéis de indicação no topo e no verso contribuem para um acesso visual ao excelente nível dos acabamentos da intricada e vibrante micromecânica do HM4.



A aerodinâmica afilada do exterior em titânio e cristal de safira do Thunderbolt tem origem na paixão de infância de Maximilian Büsser por modelos de aviões em miniatura, embora nenhum assumisse uma forma tão futurista como o HM4. Só a seção transparente em cristal de safira obrigou a mais de 100 horas de trabalho de produção de maneira a transformar o bloco opaco de cristal num painel de forma complexa destinado a dar à luz a função de destacar a beleza interior do movimento do Thunderbolt. Cada componente e forma assume na sua gênese uma função e propósito eminentemente técnico, na qual nada é supérfluo e cada linha e curva coexistem numa harmonia poética. Garras articuladas asseguram um conforto de utilização supremo, e a elevada legibilidade dos mostradores é um dado adquirido.

Horological Machine Nº4 Thunderbolt

Inspiração e realização:

Como já nos referimos, a criação do HM4 tem origem na paixão de criança de Maximilian Büsser pela construção de modelos em miniatura de aviões que preenchiam as prateleiras do seu quarto e que cobriam o teto de onde Max os pendurava. Eram estes aviões a última coisa que via quando à noite se deitava e a primeira quando abria os olhos pela manhã.

O rapaz tornou-se homem, mas uma parte da sua infância e do seu gosto pelos aviões não o abandonou, aguardando qual desejo adormecido pela criação do HM4 Thunderbolt! Muitos rapazes desenham carros e aviões dando asas a uma imaginação fértil, mas poucos assumem a perserverança e a determinação para transformar os seus sonhos em realidade. Max Büsser criou a MB&F precisamente com essa intenção, e o HM4 Thunderbolt nasce assim a partir da fantasia de uma criança e da tenacidade de um homem.

O movimento do HM4

O movimento do HM4 foi concebido e desenvolvido ao longo de três anos por Laurent Besse e Beranger Reynards da “Les Artisans Hologers”. Cada um dos 311 componentes foi desenvolvido especificamente para o Thunderbolt sem recurso a componentes de produção industrial devido à natureza extrema da arquitetura do HM4.

Dois tambores de corda principais, ligados em paralelo, garantem 72 horas de autonomia e transferem a sua força aos dois volumes em forma de reatores por via de um duplo sistema de engrenagens independentes. Ao módulo da direita cabe a função de indicar as horas e os minutos, enquanto que o da esquerda foi destinado ao controle da reserva de marcha.

Através do painel transparente no topo da caixa é possível observar uma ponte afilada destinada ao suporte do balanço, e cujo centro foi recortado de maneira a revelar o máximo possível da massa oscilante. Um aspecto e um detalhe que valida inquestionavelmente a característica arte cinética da MB&F.

Uma obra de arte recompensa-nos quando apreciada a partir de diversos ângulos, e o Thunderbolt não foge a este princípio. O verso do modelo revela uma autêntica paisagem de componentes micromecânicos meticulosamente trabalhados, protegidos por uma cobertura em cristal de safira. Num efeito lúdico de perspectiva “trompe d´oeil”, o que de início se assemelha a um microrrotor na habitual forma do machado de batalha da MB&F, é na realidade uma ponte.

Indicações

Para um relógio cuja base criativa principal não levou em consideração a função de indicar o tempo, o HM4 desempenha este papel de forma exemplar. A disposição peculiar dos mostradores num plano perpendicular ao pulso do utilizador torna-o mesmo elegível como o instrumento perfeito para qualquer piloto, seja na aviação ou no automobilismo.

No “reator” da esquerda, o nível de combustível nos tanques – a reserva de marcha – é indicada com clareza através de um ponteiro esqueletizado cujo design se associa ao machado de batalha que a MB&F já assumiu como símbolo. No “reator” da direita, horas e minutos são indicados através de ponteiros largos com extremidades em forma de seta e cobertos com SuperLuminova. Cada um dos dois mostradores estilizados é controlado diretamente pela sua própria coroa, uma para dar corda e a outra para acertar as horas, proporcionando uma leitura instantânea da ação efetuada.

A Caixa

Inspirada diretamente pelo mundo da aviação, e mais precisamente pelos modelos em miniatura de aviões da infância de Max Büsser, a caixa do HM4 evoca um sentido de velocidade, potência, tecnologia e excelência em igual medida. Visualmente, a caixa em titânio é composta por três partes distintas: dois volumes afilados em forma de turbina suportados por uma seção horizontal que acolhe o movimento, e que é claramente visível através do cristal de safira transparente, e a seção central da própria caixa.

Tecnicamente existem também três seções, mas estas compreendem uma ante estrutura em titânio, que inclui os mostradores e as garras articuladas frontais; uma seção central em cristal de safira permite uma visão sem precedentes de 360o do movimento; e uma seção traseira a terminar nas duas coroas e que emoldura o balanço, que por sua vez é suportado por uma ponte de forma aerodinâmica. Os parafusos de fixação externos recorreram a métodos de construção com origem na indústria aeronáutica, e que proporcionam rigidez e resistência de maneira a manter unidas as três seções de forma sólida e elegante.

Partindo de um bloco sólido e opaco de cristal de safira, foram necessários mais de 100 horas de trabalho de maneira o transformá-lo num autêntica clarabóia destinada a iluminar a seção central plena de componentes e detalhes do Thunderbolt. As seções metálicas da caixa foram torneadas a partir de blocos sólidos de titânio “high-tech” de Grau 5, e submetidos a centenas de horas de trabalho antes de as suas superfícies serem posteriormente polidas, tratadas e acetinadas. O resultado fala por si mesmo.

Os contrastes entre as superfícies foscas e de meticuloso polimento, titânio e safira, linhas retas e curvas sedutoras, formas rígidas e elementos articulados, atribuem ao Thunderbolt uma vida e energia que o destacam de tudo o que foi construído até hoje. O HM4 é mesmo referenciado pela MB&F como a quintessência da arte cinética tridimensional, uma afirmação difícil de contrariar.

Ruptura na arte, ruptura na relojoaria!

A pintura impressionista assustou os classicistas e foi manifestamente incompreendida durante o período em que surgiu. As criações da MB&F não fogem a este exemplo da história da arte, e o HM4 não deverá mudar esta ideia. De fato, a ruptura iniciada por Max Büsser é tão completa que ela permite que o HM4 seja apreciado pelo que realmente representa: arte cinética tridimensional em estado bruto.

Até o século XIX, a arte era relativamente linear: os artistas faziam o melhor que podiam para replicar o que viam, e a sua maestria era avaliada pela sua capacidade de imitar a realidade com pouca margem para uma ou outra pincelada emocional. Com a introdução da fotografia, mesmo os mais destacados artistas tradicionalistas deixaram de poder competir com o grau de realismo que ela impunha. Um fato que permitiu a artistas mais aventureiros como Monet, Cézanne e Renoir, libertarem-se da escravatura do realismo e de passarem a pintar com recurso a uma emoção criativa sem limites.

Na arte impressionista, os fundamentos do meio mantiveram-se, como por exemplo a utilização da tela, mas o resultado foi uma ruptura com o passado. Com as criações da MB&F o processo é idêntico. Os meios mantêm-se através da utilização de mecanismos complicados, mas de novo o resultado é uma verdadeira ruptura com o passado.


Horological Machine Nº4 – Thunderbolt

Características Técnicas:

Movimento:

Movimento mecânico tridimensional 100% desenvolvido pela MB&F
Carga manual com dois tambores de carga principais em paralelo
Reserva de Marcha: 72 horas
Frequência: 21.600 aph / 3 Hz
Numero de componentes: 311
Numero de rubis: 50

Funções:

Horas, minutos e indicação de reserva de marcha
Horas e minutos no mostrador da direita, reserva de marcha no mostrador da esquerda
Coroas separadas para acerto da hora e para carga/corda

Caixa:

Em titânio de Grau 5 e cristal de safira
Dimensões: 54 mm largura x 52 mm comprimento x 24 mm espessura
Número de componentes: 65
Amplitude de movimento das garras: 3o

Cristais de Safira:

5 Cristais de safira: 2 x mostradores, 1 x seção central da caixa, 2 x painéis de indicação (topo e verso)

Pulseira e fecho:

Couro bovino negro costurado à mão com fecho dobrável em titânio/ouro branco, agregada às garras articuladas



“Amigos” responsáveis pelo HM4 Thunderbolt


Conceito: Maximilian Büsser/MB&F

Design de produto: Eric Giroud – Eric Giroud Design Studio

Administração técnica e de produção: Serge Kriknoff/MB&F

Logística de produção: David Lamy/MB&F

Desenvolvimento de movimento: Laurent Besse, Béranger Reynard e Patrick Lété da “Les Artisans Horlogers”

Produção de movimento: Daniel Uhlmann/Azuréa Technologies, Nicolas Broquet/Broquet Décolletage, Yann Ryser/Tital

Acabamento manual de componentes do movimento: Jacques-Adrien Rochat e Denis Garcia da C-L Rochat

Montagem de movimento: Didier Dumas e Georges Veisy/MB&F

Construção e produção da caixa e fecho: Jean-Pierre Kohler e Lionel Gavignet da Profusion, Martin Stettler da Stettler, Dominique Mainier e Bertrand Jeunet da G.F.Châtelain

Mostradores: François Bernhard e Denis Parel da Nateber

Ponteiros: Pierre Chillier, Isabelle Chillier e Félix Celetta da Fiedler

Pulseira: Olivier Purnot/Camille Fournet

Caixa de apresentação: Olivier Berthon/Berthon & Co



Comunicação:

Design gráfico - Alban Thomas e Gérald Moulière da GVA Studio
Fotografia de produto - Maarten van der Ende
Arquitetura de expositor - Frédéric Legendre/Lekoni
Fotografia de Max Büsser - Régis Golay/Federal
Webmasters - Stéphane Balet e Guillaume Schmitz da Sumo Interactive
Textos - Ian Skellern
Direção de projeto - Estelle Tonelli/MB&F
 
Topo
Mais Notícias:
28/10/2019 - Grönefeld - 1941 Decennium Tourbillon
 
09/10/2019 - Label Noir - Uma visita à sede da Label Noir
 
09/10/2019 - Label Noir - A visit to the headquarters of Label Noir (in English)
 
04/10/2019 - Jaeger-LeCoultre - Gyrotourbillon 3 Meteorite
 
23/09/2019 - Harry Winston - Histoire de Tourbillon 10
 
10/09/2019 - Bvlgari - Baselworld 2019 - Octo Finissimo Chronograph GMT
 
09/09/2019 - Bell & Ross - Nova coleção BR 05
 
04/09/2019 - Audemars Piguet - Millenary Frosted Gold Philosophique
 
03/09/2019 - Voutilainen - Baselworld 2019 - O excepcional 28ti
 
29/08/2019 - Montblanc - Em Xangai, a Montblanc lançou seus novos relógios femininos
 
28/08/2019 - De Bethune - Baselworld 2019 - DB21 Maxichrono Réédition
 
23/08/2019 - Jaeger-LeCoultre - Polaris Date
 
19/08/2019 - Cyrus - Baselworld 2019 - Klepcys Vertical Skeleton Tourbillon
 
16/08/2019 - Maximilian Büsser & Friends - Legacy Machine FlyingT
 
13/08/2019 - Greubel Forsey - GMT Quádruplo Turbilhão
 
Topo
arquivo de notícias relógios & relógios
 
 

HOME  |   R&R  |   FÓRUM  |   LINKS  |   ESPECIAL 2007  |   ESPECIAL 2008  |   IMPRENSA  |   CONTATO  |   CONTATO
Relógios & Relógios © Copyright 2019

 
 
parcerias
 
 
 
 
redes sociais