Adicionar aos Favoritos      Indique este Site domingo, 31 de maio de 2020                                                                         
notícias
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom

Clique nas imagens para visualizar as ampliações
Royal Oak Automático Esqueleto

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Com a apresentação de seu novo Royal Oak Automático Esqueleto, a Audemars Piguet, uma grande nome da Alta Relojoaria, nos oferece a incontestável e brilhante prova de que a força de uma tradição não reside somente em sua riqueza, mas também em sua capacidade de reinventar-se.


Como a criação de um movimento esqueletizado conjuga os majestosos gestos ancestrais de uma arte suprema e de uma tradição secular, a Manufatura de Le Brassus propõe aqui uma reinterpretação contemporânea, decidida a estremecer o conceito dos clássicos relógios esqueletos. Uma maneira de manifestar seu absoluto domínio desta arte, bem como sua criatividade.


Uma criatividade dominada

Decididamente contemporâneo, o modelo Royal Oak Automático Esqueleto da Audemars Piguet toma sua força de uma forte aliança entre tradição e modernidade. A arte do esqueleto é um exercício de estilo único, praticado exclusivamente por algumas Manufaturas relojoeiras. Esta arte extremamente particular requer, com efeito, de um profundo “savoir-faire” técnico e artístico.

Técnico, porque esqueletizar um movimento é tomar consciência da necessidade de preservar sua estrutura para manter a precisão e a fiabilidade. Artístico, porque o corte dos componentes impõe um trabalho de decoração extremamente minucioso, cuja realização requer habilidade e experiência. Há muito tempo, a excepcional qualidade dos movimentos esqueletizados da manufatura Audemars Piguet goza de uma reputação inigualável.

Com efeito, em várias ocasiões a Manufatura de Le Brassus se distinguiu na prática deste delicado exercício. O novo Royal Oak Automático Esqueleto se inscreve, por conseguinte, nesta lógica, apesar de que este calibre foi realizado com um espírito totalmente distinto. O calibre 3129 esqueleto, decididamente moderno, está em linha com uma evolução estilística mais arquitetônica e contemporânea. Os acabamentos de alta gama e a execução sóbria ecoam os elegantes acabamentos da caixa e o acetinado do aro.


Um movimento esqueletizado reinventado

Para compreender a origem do Royal Oak Automático Esqueleto, basta uma simples constatação: este feito relojoeiro teria que ser reinventado com audácia e criatividade para sensibilizar a uma nova clientela. Com esta perspectiva, o trabalho realizado pela Audemars Piguet durante a criação do novo calibre 3129 que equipa o modelo denota claramente que ela tomou partido pela ruptura: as linhas puras e contemporâneas desta criação, muito diferentes daquelas dos modelos em esqueleto tradicionais, sublimam a coleção Royal Oak da qual faz parte.

Finalmente, um corte sóbrio e puro, o acetinado vertical sobre a platina e sobre as pontes, a intensificação das cores, contrastes e matizes, obtida graças ao chanfrado integralmente realizado à mão. A palheta cromática varia entre o cinza e o antracito.

Esta cor, tão sóbria quanto elegante, é obtida mediante um tratamento galvânico de superfície. O predomínio do cinza contrasta com a cor dos trens de engrenagens de latão dourado e com a massa oscilante de ouro maciço 22 quilates, também esqueletizada, cunhada com o monograma “AP”. O novo calibre automático 3129 é ressaltado pela caixa que o abriga, com 39 mm de diâmetro, dotada de um fundo transparente e estanque até 50 metros. O modelo dispõe de um mostrador na cor antracito inteiramente recortado com índices de ouro facetados e aplicados.


Um movimento de base de qualidade excepcional

O calibre 3129 é um movimento esqueleto de alta gama que também deve seu caráter excepcional à qualidade e à fiabilidade do movimento-base que lhe dá vida, o calibre Audemars Piguet 3120. Este movimento mecânico de carga automática foi integralmente desenhado, desenvolvido e produzido pela Manufatura Audemars Piguet.

Sua grande fiabilidade e as constantes melhorias que ele incorpora o converteram em um elemento presente em todas as coleções, desde as clássicas Jules Audemars até as mais esportivas Royal Oak. Entre as características técnicas do calibre 3129 e seus 253 componentes que indicam as horas, os minutos e os segundos com um ponteiro central, cabe assinalar sua ponte de balanço transversal que garante uma excepcional resistência aos golpes e seu segundeiro central de arraste direto que evita qualquer tremor do ponteiro.

Quanto à regulação, esta é particularmente estável a longo prazo graças a seu volante de inércia variável provido de oito blocos de inércia. Por último, quanto ao conforto de utilização, é de ressaltar que o calibre 3129 dispõe de uma função de parada de segundos que facilita o ajuste da hora e que ele dispõe de uma reserva de marcha de 60 horas.

Disponível em duas versões, aço com pulseira de aço e fecho de báscula no mesmo material ou ouro rosa 18 quilates com pulseira de couro de jacaré com fecho de báscula de ouro rosa, o novo Royal Oak Automático esqueleto é uma nova demonstração do absoluto domínio do esqueletizado pela Audemars Piguet. Uma expressão estilística que a Manufatura de Le Brassus domina à perfeição, até o ponto de ousar reinventá-la.


Características Técnicas - Royal Oak Automático Esqueleto

Referências

15305OR.O0.D088CR.01 - Caixa de ouro rosa 18 quilates
15305ST.OO.1220ST.01 - Caixa de aço

Movimento

Calibre 3129 de carga automática
Diâmetro total: 26,60 mm (12 linhas), altura total: 4,26 mm
Diâmetro de encaixe: 26,00 mm (11 ¾ linhas)
253 componentes, 38 rubis
Reserva de marcha até 60 horas
Frequência do balanço: 21.600 alternâncias por hora (3 Hz)
Balanço de inércia variável com oito blocos de regulação e espiral plana
Porta-píton móvel do tipo Genebra, tige de duas posições
Acabamentos: decoração manual de todos os componentes
Platina: acetinado reto, tratamento galvânico antracito
Pontes: acetinado reto, chanfrado à mão, tratamento galvânico antracito
Lateral e fenda dos parafusos chanfrados
Massa oscilante de ouro 22 K esqueletizada e cunhada com o logotipo AP em relevo

Caixa

Ouro rosa 18 quilates com fundo de safira, coroa de ouro rosa 18 quilates
Aço com fundo de safira, coroa de aço, estanqueidade até 50 metros
Altura: 9,38 mm, diâmetro: 39 mm

Mostrador

Mostrador recortado antracito, índices facetados de ouro rosa ou ouro branco aplicados com material luminescente

Pulseira

Pulseira de couro de jacaré marrom com “escamas grandes”, costurada à mão, com fecho de báscula AP de ouro rosa 18 quilates
Pulseira de aço inoxidável com fecho de báscula AP de aço

Funções

Horas e minutos, segundeiro central
 
Topo
Mais Notícias:
29/05/2020 - Louis Moinet - Entrevista com Jean-Marie Schaller
 
28/05/2020 - Louis Moinet - Interview with Jean-Marie Schaller
 
25/05/2020 - Gerald Charles - Maestro Anniversary
 
22/05/2020 - Louis Moinet - Spirit of Jules Verne
 
21/05/2020 - Baume & Mercier - WW2020 - Clifton Baumatic Day-Date Moonphase
 
20/05/2020 - IWC - WW2020 - Portugieser Yacht Club Moon & Tide
 
19/05/2020 - Jaeger-LeCoultre - WW2020 - Master Control Chronograph Calendar
 
18/05/2020 - Panerai - WW2020 - Submersible EcoPangaea Tourbillon GMT - Mike Horn Edition
 
12/05/2020 - Purnel - WW2020 - Escape II
 
11/05/2020 - Vacheron Constantin - WW2020 - Traditionnelle Tourbillon Chronograph
 
24/04/2020 - Louis Moinet - Os Discovery Days
 
24/04/2020 - Louis Moinet - The Discovery Days
 
23/04/2020 - Watches & Wonders - Lançamento de plataforma digital
 
22/04/2020 - Maximilian Büsser & Friends - Horological Machine No.10 Bulldog
 
20/04/2020 - Baselworld - Rolex, Patek, Chopard, Chanel, Tudor e LVMH deixam Baselworld!
 
Topo
arquivo de notícias relógios & relógios
 
 

HOME  |   R&R  |   FÓRUM  |   LINKS  |   ESPECIAL 2007  |   ESPECIAL 2008  |   IMPRENSA  |   CONTATO  |   CONTATO
Relógios & Relógios © Copyright 2020

 
 
parcerias
 
 
 
 
redes sociais