Adicionar aos Favoritos      Indique este Site quarta-feira, 23 de outubro de 2019                                                                         
notícias
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom

Clique nas imagens para visualizar as ampliações
Visita à Montblanc Montre e Institut Minerva - Parte II

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Encerrada a visita à Montblanc Montre, nos dirigimos a Villeret, a pouco menos de 30 quilômetros de distância de Le Locle, onde fica a sede do Montblanc Institut Minerva de Recherche en Haute Horlogerie.



Chegando a Villeret, fomos recebidos em um almoço na “Penthouse” do Institut Minerva, na companhia de nossa guia, Gaëlle Jeanrenaud, e Florian Brossard, Coordenador de Projetos do Instituto, além de um grupo de agentes oficiais Montblanc provenientes de Los Angeles, Estados Unidos.


O Institut Minerva tem uma atmosfera completamente diferente daquela da Montblanc Montre. Em Le Locle, a modernidade está presente em todas as etapas da produção; já em Villeret, respira-se toda a tradição de uma lendária manufatura relojoeira.


Fundada em 1858 por Charles-Yvan e Hyppolite Robert, a Minerva construiu uma sólida reputação como uma verdadeira manufatura, com a produção de mecanismos de cronógrafos que se tornaram muito famosos entre colecionadores.


A Minerva “renasceu” nos anos 2000, liderada por uma equipe na qual se destacava o nome de Demetrio Cabiddu, e foi incorporada à Montblanc Montre no ano de 2007 como o Institut Minerva de Recherche en Haute Horlogerie.


Sua missão é a preservação de mais de 150 anos de tradicional relojoaria suíça, através da produção de relógios verdadeiramente especiais, em séries muito limitadas, com a utilização de técnicas tradicionais de manufatura e acabamento.


Na Penthouse, painéis traçam toda a História da Minerva, desde o ano de 1858. Também estão expostas peças históricas, incluindo o calibre Minerva 19-2, o primeiro movimento inteiramente projetado e produzido pela manufatura.


Também pudemos observar o famoso mecanismo Minerva Al Ritorno, um calibre “stopwatch” com frequência de 36.000 alternâncias por hora.


Na outra extremidade da Penthouse, encontram-se os antigos arquivos da Minerva, onde destaca-se um armário com gavetas de madeira que armazena as peças da grande maioria dos calibres históricos produzidos pela marca.


Ao fundo, uma biblioteca com prateleiras que exibem os livros onde estão registradas todas as vendas de relógios realizadas pela Minerva, em Villeret, permitindo um mergulho na história da lendária manufatura.


Deixamos a Penthouse e iniciamos a visita à produção, em oficinas onde se tem a impressão de que o tempo parou. Podemos ver antigas prensas de 70 toneladas usadas para o corte de peças em níquel-prata e aço, equipamentos para usinagem e polimento.


Na oficina “Reprise” antigas máquinas são preservadas com grande cuidado. Elas ainda são utilizadas na produção dos mecanismos, em conjunto com a última palavra em equipamentos automáticos digitais, como os tornos CNC.


Todos os componentes dos movimentos são produzidos internamente na Manufatura em Villeret, incluindo as espirais do balanço, um item bastante sensível e estratégico que muito poucas marcas são capazes de produzir.


Infelizmente, devido às razões expostas acima, não pudemos tirar fotografias da unidade de produção de espirais, algo realmente muito raro de ser visto. O que podemos garantir é que ter podido testemunhar a produção de um dos componentes mais importantes de um relógio mecânico já “valeu a viagem”.


Todos os componentes do movimento recebem um cuidadoso acabamento manual, em operações que podem durar dias de trabalho, como no caso da ponte do turbilhão do fabuloso Montblanc Collection Villeret 1858 Exotourbillon.


A regulação de cada balanço também é feita de forma manual, em um equipamento onde é feita a comparação visual com um padrão para que seja obtida a exata frequência de 18.000 alternâncias por hora.


Como não poderia deixar de ser, nas oficinas de montagem de Villeret são utilizadas tradicionais bancadas de trabalho, onde cada relojoeiro meticulosamente monta os componentes do movimento, em operações que exigem muitos anos de experiência.


Após a visita às oficinas e suas técnicas tradicionais, uma passagem pelo departamento de pesquisa e desenvolvimento, onde todos os movimentos Montblanc Villeret são criados, com a utilização de desenho auxiliado por computador. Pudemos então observar o trabalho relacionado ao calibre Exotourbillon.


Prosseguimos então para um departamento bastante diferenciado, onde duas designers da Montblanc Manufacture trabalham para atender a pedidos especiais de clientes que desejam um relógio de desenho personalizado. As designers devem atender a cada pedido com um desenho inovador, mas que respeite a imagem da marca e vá de encontro às expectativas individuais do cliente.


De volta à Penthouse, uma apresentação da coleção atual da Montblanc Collection Villeret 1858, uma oportunidade única de conhecer peças muito exclusivas, que dificilmente teremos a chance de ver nas lojas, especialmente no Brasil. As criações da coleção Minerva, devido à sua natureza exclusiva, estão presentes em pouquíssimos pontos de venda ao redor do globo.


Verdadeiro deleite para o apreciador da relojoaria, a apresentação da coleção marcou o final de nossa visita à venerada Manufatura. Deixamos Villeret e colocamo-nos no caminho de volta à Basiléia.



Para a leitura da primeira parte do relato da visita de Relógios & Relógios à Montblanc Montre, por favor acesse o seguinte link:


Visita à Montblanc Montre e Institut Minerva - Parte I






Gostaríamos de deixar aqui registrado o nosso agradecimento às equipes da Montblanc Montre de Le Locle e do Montblanc Institut Minerva de Recherche en Haute Horlogerie em Villeret pela calorosa acolhida e à Montblanc Brasil pelo gentil convite.
 
Topo
Mais Notícias:
09/10/2019 - Label Noir - Uma visita à sede da Label Noir
 
09/10/2019 - Label Noir - A visit to the headquarters of Label Noir (in English)
 
04/10/2019 - Jaeger-LeCoultre - Gyrotourbillon 3 Meteorite
 
23/09/2019 - Harry Winston - Histoire de Tourbillon 10
 
10/09/2019 - Bvlgari - Baselworld 2019 - Octo Finissimo Chronograph GMT
 
09/09/2019 - Bell & Ross - Nova coleção BR 05
 
04/09/2019 - Audemars Piguet - Millenary Frosted Gold Philosophique
 
03/09/2019 - Voutilainen - Baselworld 2019 - O excepcional 28ti
 
29/08/2019 - Montblanc - Em Xangai, a Montblanc lançou seus novos relógios femininos
 
28/08/2019 - De Bethune - Baselworld 2019 - DB21 Maxichrono Réédition
 
23/08/2019 - Jaeger-LeCoultre - Polaris Date
 
19/08/2019 - Cyrus - Baselworld 2019 - Klepcys Vertical Skeleton Tourbillon
 
16/08/2019 - Maximilian Büsser & Friends - Legacy Machine FlyingT
 
13/08/2019 - Greubel Forsey - GMT Quádruplo Turbilhão
 
08/08/2019 - Panerai - Sugestões de presentes para o Dia dos Pais
 
Topo
arquivo de notícias relógios & relógios
 
 

HOME  |   R&R  |   FÓRUM  |   LINKS  |   ESPECIAL 2007  |   ESPECIAL 2008  |   IMPRENSA  |   CONTATO  |   CONTATO
Relógios & Relógios © Copyright 2019

 
 
parcerias
 
 
 
 
redes sociais