Adicionar aos Favoritos      Indique este Site terça-feira, 15 de outubro de 2019                                                                         
notícias
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
O estande Zenith em Baselworld 2013

Clique nas imagens para visualizar as ampliações
Academy Christophe Colomb Hurricane

terça-feira, 21 de maio de 2013

O Academy Christophe Colomb Hurricane da Zenith, apresentado em Baselworld 2013, é um modelo que busca o máximo de precisão ao reunir alta frequência, um sistema para compensação da gravidade e uma transmissão por fuso e corrente.


A regra dos três

O Academy Hurricane leva o nome do descobridor da América, Cristóvão Colombo, em um relógio que busca resolver três desafios à precisão de um relógio de pulso: a obtenção de uma alta frequência de oscilação para sequenciar o tempo, a neutralização dos efeitos da gravidade terrestre que afetam a sua marcha, assim como a eliminação das variações do isocronismo. Em outras palavras, o objetivo é resolver os problemas relacionados ao uso do relógio (gravidade) e duração da sua marcha (perda de isocronismo – oscilações idênticas do órgão regulador – à medida que o relógio se descarrega), garantindo uma elevada precisão da medição do tempo (velocidade dos movimentos do balanço).


Uma transmissão por fuso e corrente para uma força constante

Grande parte dos relógios dos séculos XVI, XVII e XVIII era equipada com um fuso que regulava a força motora transmitida à rodagem, mas hoje em dia ele caiu em desuso. Na verdade, apenas algumas Manufaturas são capazes de transpor este mecanismo para o reduzido espaço de um relógio de pulso. Com o Academy Christophe Colomb Hurricane, a Zenith passa a fazer parte deste clube exclusivo.

A marca criou o sistema “Controle de Gravidade”, que esteve cinco anos em desenvolvimento intenso e foi premiado no Grande Prêmio de Relojoaria de Genebra em 2011, na categoria de relógios com complicações. Além desses cincos anos de desenvolvimento, foram necessários mais dois anos para o aperfeiçoamento do mecanismo de transmissão por fuso e corrente. Isto deveu-se às inúmeras diferenças que existem entre os cronômetros de marinha que inspiraram o Hurricane e um relógio de pulso de apenas 45 mm de diâmetro. É claro que não se poderia dar corda ao relógio com uma chave introduzida em um orifício no mostrador como se fazia nos séculos anteriores. De qualquer forma, essa solução seria impensável em um relógio que a Zenith pretendia que fosse à prova d’água e assim desprovido de qualquer abertura, uma opção que exigiu uma coroa de corda.

O descarregamento gradual de um relógio mecânico origina uma perda de amplitude do seu movimento assim como uma perda de precisão. Ao contrário, com um sistema de transmissão por fuso e corrente, a força motora permanece estável durante toda a reserva de marcha. Embora a mola no centro transmita a sua força ao tambor, a geometria helicoidal do fuso, criada a partir de um complexo cálculo, compensa as variações de força do tambor ao longo do tempo. A transmissão entre o tambor e o fuso do Hurricane é feita por uma corrente de 18 centímetros de comprimento constituída por 585 componentes. Esta corrente extremamente complexa tem uma construção que alterna elos duplos e intermediários. Além disso, a dimensão dos rebites é objeto de cálculos engenhosos para delimitar o espaço. O manuseio da corrente exige experiência e cuidados enormes, mas uma vez montada pode resistir a uma força de tração de mais de três quilos.

Durante toda a reserva de marcha, o tambor transmite sua força ao fuso através da corrente que se enrola ao seu redor. Ao ajustar as variações de tensão, o fuso transmite a sua força constante à rodagem que, por sua vez, a transmite à roda de escape de silício situada na gaiola giroscópica. Embora leve mais de 50 horas, a duração da reserva de marcha, para que a corrente se enrole em volta do tambor, o processo de corda através da tige proporciona um espetáculo fascinante. Na verdade, em poucos segundos o fuso e o tambor giram no sentido oposto ao da marcha para que a corrente se enrole outra vez em volta do fuso e dê corda à sua mola.

A forma do fuso utilizado no Academy Christophe Colomb Hurricane foi determinada pela força ótima que os mestres relojoeiros da Zenith pretendiam dar ao tambor. A sua silhueta ranhurada, semelhante a um cone, assim como as suas dimensões, resultam de cálculos muitos complexos que combinam principalmente força teórica e duração da reserva de marcha. Esses cálculos foram realizados para cada uma das sete fases da construção. Sem a integração de todas as atividades na Manufatura Zenith e em particular, a realização dos protótipos dos movimentos e a utilização de equipamentos sofisticados, talvez não tivesse sido possível criar este fuso. Esta é a vantagem de uma Manufatura integrada.


Controle de gravidade: um desafio às leis da atração terrestre

Além da transmissão por fuso e corrente que elimina as variações de isocronismo, o Academy Christophe Colomb Hurricane também compensa outro fenômeno que prejudica a marcha de um relógio mecânico: a gravidade.

De acordo com o princípio de que a manutenção do órgão regulador na posição horizontal gera a melhor amplitude possível do balanço e assim a melhor precisão horária, a Zenith criou e patenteou um sistema concebido para garantir que o órgão regulador e o escape sejam mantidos permanentemente nessa posição: o Controle de Gravidade. Este sistema demonstra mais uma vez a ousadia da marca, sendo também um tributo à sua história, uma vez que se inspira nos cronômetros de marinha que a Zenith fabricava.

Este sistema de controle de gravidade adota desses instrumentos lendários o princípio de suspensão com cardã, um tipo de articulação universal ao redor de uma haste utilizado no século XVI nas bússolas da marinha para que rodassem e mantivessem a posição horizontal mesmo quando não estivessem alinhadas devido aos movimentos do barco.

Mais tarde, com o aparecimento dos relógios de bolso, esses mesmos meios já não podiam ser aplicados, uma vez que exigiriam um mecanismo volumoso de 50 mm em um bolso. Por conseguinte, inventou-se o turbilhão para compensar as variações do relógio, com base no princípio de que este ficaria na posição vertical no bolso e que apenas a tige oscilaria para a esquerda ou para a direita.

Hoje em dia, os turbilhões clássicos dos relógios de pulso continuam a corrigir essas posições igualando-as nos quatro eixos verticais a cada minuto. Os turbilhões inclinados ou multi-eixos estabelecem ainda mais posições, embora permaneçam brevemente na posição horizontal e corrijam apenas a soma dos vários erros causados pelos numerosos movimentos do pulso.

Graças ao seu mecanismo giroscópico autorregulador, o sistema de controle de gravidade permite manter permanentemente o escape na posição horizontal, seja qual for a inclinação do pulso, representando assim a derradeira evolução do cronômetro de marinha.


A magia mecânica para os espíritos viajantes

O Academy Christophe Colomb Hurricane não é apenas uma realização sem precedentes em termos de precisão, é também um prazer visual constante. Sob o vidro de safira, cortado a partir de um bloco, revela-se o refinamento mecânico do sistema de transmissão por fuso e corrente formado pelo tambor e fuso à volta dos quais se enrola a corrente. A gaiola giroscópica às 6 horas, uma verdadeira joia relojoeira constituída por 173 elementos, fascina com os seus movimentos graciosos. Sua cúpula arredondada ecoa as curvas do mostrador de horas e minutos às 12 horas, enquanto os pequenos segundos e a reserva de marcha, ambos feitos de ouro com guilhoché manual, também têm uma forma abaulada. Nas pontes, o fundo de safira revela um mapa-múndi gravado com laser no contrapeso do módulo giroscópico, uma fascinante homenagem ao espírito viajante de Cristóvão Colombo. O símbolo perfeito para este relógio excepcional, lançado em uma série limitada de 25 exemplares.


Viagem ao coração do infinitamente pequeno

No total, são 585 componentes para a corrente e 354 para o movimento sendo 173 para o módulo de controle de gravidade, isto é, uma soma de 939 componentes para todo este mecanismo excepcional.


Academy Christophe Colomb Hurricane - Dados técnicos

Referência 18.2210.8805/01.C713 - Edição limitada a 25 exemplares

Movimento
Calibre El Primero 8805, corda manual
Mecanismo giroscópico exclusivo que garante o posicionamento horizontal do órgão regulador
Diâmetro de 16 ½’’’ (37 mm), espessura de 5,85 mm
354 componentes, 53 rubis
Gaiola giroscópica com 173 componentes, corrente com 585 componentes
Frequência de 36 000 aph (5 Hz), reserva de marcha mín. de 50 horas

Funções
Horas e minutos descentrados às 12 horas
Módulo de Controle de Gravidade autorregulador às 6 horas
Visor do ponteiro de pequenos segundos às 9 horas
Indicador de reserva de marcha às 3 horas
Transmissão por fuso e corrente sob o mostrador das horas/minutos

Caixa, mostrador e ponteiros
Caixa em ouro rosa 18 K, diâmetro de 45 mm, estanque a 3 atm
Espessura de 14,35 mm/21,40 mm (com vidro de safira abaulado)
Vidro e fundo de caixa em safira em forma de caixa com tratamento antirreflexo em ambos os lados e cúpulas abauladas que cobrem o módulo Christophe Colomb.
Mostrador em ouro com guilhoché feito à mão
Marcadores de horas em preto laqueado, ponteiros em aço azulado

Pulseira e fecho
Pulseira em couro de aligátor com forro de proteção em borracha, com fecho de báscula em ouro rosa 18 K
 
Topo
Mais Notícias:
09/10/2019 - Label Noir - Uma visita à sede da Label Noir
 
09/10/2019 - Label Noir - A visit to the headquarters of Label Noir (in English)
 
04/10/2019 - Jaeger-LeCoultre - Gyrotourbillon 3 Meteorite
 
23/09/2019 - Harry Winston - Histoire de Tourbillon 10
 
10/09/2019 - Bvlgari - Baselworld 2019 - Octo Finissimo Chronograph GMT
 
09/09/2019 - Bell & Ross - Nova coleção BR 05
 
04/09/2019 - Audemars Piguet - Millenary Frosted Gold Philosophique
 
03/09/2019 - Voutilainen - Baselworld 2019 - O excepcional 28ti
 
29/08/2019 - Montblanc - Em Xangai, a Montblanc lançou seus novos relógios femininos
 
28/08/2019 - De Bethune - Baselworld 2019 - DB21 Maxichrono Réédition
 
23/08/2019 - Jaeger-LeCoultre - Polaris Date
 
19/08/2019 - Cyrus - Baselworld 2019 - Klepcys Vertical Skeleton Tourbillon
 
16/08/2019 - Maximilian Büsser & Friends - Legacy Machine FlyingT
 
13/08/2019 - Greubel Forsey - GMT Quádruplo Turbilhão
 
08/08/2019 - Panerai - Sugestões de presentes para o Dia dos Pais
 
Topo
arquivo de notícias relógios & relógios
 
 

HOME  |   R&R  |   FÓRUM  |   LINKS  |   ESPECIAL 2007  |   ESPECIAL 2008  |   IMPRENSA  |   CONTATO  |   CONTATO
Relógios & Relógios © Copyright 2019

 
 
parcerias
 
 
 
 
redes sociais