Adicionar aos Favoritos      Indique este Site terça-feira, 15 de outubro de 2019                                                                         
notícias
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom
Ludovic Ballouard

Clique nas imagens para visualizar as ampliações
Opus XIII

terça-feira, 10 de setembro de 2013

A apresentação pela Harry Winston de um novo modelo da série Opus no salão Baselworld é sempre cercada de grande expectativa, e essa tradição chegou à sua 13a edição em 2013.





Uma nova era para a Harry Winston

O Opus XIII foi o primeiro modelo da coleção exibido após a aquisição da Harry Winston pelo Swatch Group, e ainda não reflete as eventuais mudanças de rumo na empresa, que agora deixa de ser independente.

A marca exibiu em um novo e suntuoso estande no Hall 1.1, distante do enorme espaço que agrupa as demais marcas do Swatch Group, no Hall 1.0. Cogita-se que isto poderá mudar a partir de 2014, e que a própria série Opus corre o risco de ter o fim, devido à sua característica de sempre contar com a parceria de um relojoeiro independente, algo que dentro de um grande grupo pode não ser aceito.

Ao longo de 2013 provavelmente teremos as respostas a estas questões, que por enquanto não passam de meras conjecturas. Resta-nos por enquanto apreciar a mais recente adição à coleção, o fantástico Opus XIII.


Opus XIII: espere o inesperado

Não existem muitas maneiras diferentes de se medir o tempo em um relógio mecânico, mas quando se fala em mostrá-lo, o campo é fértil para inventividade e originalidade. A Harry Winston se aproveitou disto no Opus XIII para combinar todas as emoções que tornaram a Série Opus lendária: inovação, assombro, deslumbramento.

O Opus XIII mais uma vez desafia as regras da relojoaria convencional. 59 ponteiros de minutos pivotantes, 11 triângulos giratórios para as horas, e um “alçapão” deslizante realizam um show mágico onde minutos e horas surgem e desaparecem instantaneamente - e, naturalmente, mostram a hora.

Os minutos se acumulam ao longo de um caminho circular, a cada cinco minutos em vermelho, retirando-se simultaneamente quando completam o círculo de uma hora. Triângulos prateados surgem da parte inferior de um domo facetado para mostrar as horas, escondendo-se novamente uma vez executado o seu trabalho. A cada doze horas, a logomarca Harry Winston é revelada sobre o mostrador, para desaparecer sessenta minutos depois.

Os 59 ponteiros de minutos giram sobre um anel com a mesma quantidade de varetas de aço, cada uma delas apoiadas em dois rolamentos de rubis, o que eleva o número de rubis do relógio a 242. Nenhum outro relógio já produzido possui tantos rubis funcionais. Cada rolamento deve ser posicionado e ajustado com o máximo de precisão — um teste de destreza e paciência para o relojoeiro. As esferas de rubis dos rolamentos do alçapão deslizante são tão diminutas que suas embalagens devem ser abertas em um ambiente antiestática para se evitar que elas voem.

Mas não espere um relógio muito grande, pois de fato o Opus XIII tem uma aparência relativamente discreta, até mesmo misteriosa, com sua mecânica interna coberta por um domo facetado. Sob um cristal de safira fumê vislumbra-se algo com a aparência da turbina de um jato. Este é um componente extraordinário, que compreende 59 molas saltantes - uma para cada ponteiro de minutos – cortadas de uma peça única de aço com a utilização da tecnologia LIGA (litografia, galvanoplastia e moldagem). As lâminas têm que ser ajustadas com uma lima diversas vezes até que o componente possa ser produzido com a tensão exatamente correta em cada mola.


Como ele funciona

O Opus XIII possui apenas uma coisa em comum com qualquer outro relógio, que é seu balanço e escapamento; o restante do mecanismo é pura invenção, uma criação original do relojoeiro independente Ludovic Ballouard.

A indicação é produzida por duas fontes separadas de energia trabalhando em conjunto. Uma das molas principais conduz o escapamento através do trem de engrenagens e mantém o balanço oscilando a estáveis 21.600 alternâncias por hora. O outro tambor fornece a energia para a indicação dos minutos, disparada a cada 60 segundos pela roda central.

O elemento chave é uma anel externo de minutos conduzido pelo segundo tambor. A cada minuto, ele salta um passo à frente, liberado e travado por uma báscula com duas palhetas, controladas por uma came ativada pela roda central. Uma lingueta sobre o anel faz saltar cada ponteiro de minutos em 40 graus, sucessivamente, revelando-os ao redor do mostrador. Ao final do 59o minuto, entra em cena um segundo anel externo, com uma borda dentada que faz com que os 59 ponteiros de minutos girem simultaneamente e sejam novamente escondidos.

O mecanismo para as horas não é menos engenhoso. Aqui aparece novamente o princípio do anel externo que salta para frente a cada 60 minutos, girando o triângulo da hora antiga em 180°, de forma que ele desapareça sob o domo facetado sobre o mostrador, e simultaneamente fazendo aparecer a próxima hora. No coração deste mecanismo está uma came “caracol” que gira uma vez por hora. Uma alavanca faz cair a borda da came, levando um rack a girar um pinhão que avança o anel de horas. À 12a hora, ao invés de mostrar um ponteiro triangular de horas, o anel de horas gira uma roda acoplada a uma haste conectora que abre o alçapão deslizante para revelar a logomarca Harry Winston no centro do domo facetado.

Ambas as molas principais são carregadas girando-se a coroa para frente e para trás. Um pinhão basculante engata o tambor no trem de engrenagens quando a coroa é girada em uma direção e engata com o outro tambor quando a coroa é girada na direção oposta. Similarmente, quando se acerta a hora, a coroa é puxada e girada em uma direção para avançar os minutos e no outro para avançar as horas.

O Opus XIII, que busca reinventar a indicação do tempo, mais uma vez ilustra a sinergia criativa entre a equipe de designers e relojoeiros da Harry Winston e seus parceiros da Série Opus.

A Harry Winston acredita que nada na relojoaria é mais importante que a engenhosidade humana, e o Opus XIII mais uma vez é prova disto. Realmente esperamos que a série tenha continuidade e que em 2014 possamos trazer aos nossos leitores o espetacular Opus XIV.


Harry Winston Opus XIII – Ref. OPUMHM44WW001 – Ficha técnica

Movimento

Calibre HW4101, movimento mecânico a corda manual
Dimensões de 37,8 mm de diâmetro x 4,95 mm de altura
364 componentes, 242 rubis, reserva de marcha de 35 horas
2 tambores independentes carregados por um pinhão basculante
Balanço com espiral plana, frequência de 21.600 (3 Hz)
Platina principal com perlage, pontes com acabamento escovado circular

Funções

Indicação de horas através de 11 ponteiros que giram 180 graus (um ponteiro girando a cada hora, exceto às 12 e às 24 horas)
Indicação de minutos com 59 ponteiros que giram 40 graus
Logomarca “HW” revelada no centro do mostrador ao meio-dia e à meia-noite

Caixa

Ouro branco 18K, aro e garras polidas, lateral acetinada
“Harry Winston” gravado no aro às 12 horas e “Opus XIII” gravado às 6 horas
Triplo arco Harry Winston às 12 e às 6 horas
Diâmetro de 44,25 mm, altura de 13,6 mm
Vidro da safira, fundo aberto em safira, estanque a 30 metros
Coroa em ouro branco 18K polido às 2 horas, com logomarca “HW”

Animação

Horas e minutos instantâneos
Indicador cumulativo de minutos através de um sistema periférico saltante retrógrado com 59 ponteiros
Sucessiva indicação de horas com sistema periférico saltante de onze ponteiros
Alçapão deslizante que revela a logomarca “HW” a cada doze horas

Mostrador

Domo facetado de safira, ponteiros de minutos e de cinco minutos polidos e rodiados
Ponteiros de minutos com decalques preto e branco. Ponteiro de cinco minutos com decalque preto e vermelho
Ponteiros de horas polidos, rodiados, com formato triangular
Safira fumê sobre os ponteiros de minutos
Orifício central biselado com a logomarca “HW” aplicada

Pulseira

Couro de aligátor preto com fecho de báscula em ouro branco 18K


Edição limitada de 130 peças

O preço sugerido de venda do Opus XIII é de USD 298,200.00



Artigo originalmente publicado na Revista Pulso ed. 87, Jul/Ago 2013
 
Topo
Mais Notícias:
09/10/2019 - Label Noir - Uma visita à sede da Label Noir
 
09/10/2019 - Label Noir - A visit to the headquarters of Label Noir (in English)
 
04/10/2019 - Jaeger-LeCoultre - Gyrotourbillon 3 Meteorite
 
23/09/2019 - Harry Winston - Histoire de Tourbillon 10
 
10/09/2019 - Bvlgari - Baselworld 2019 - Octo Finissimo Chronograph GMT
 
09/09/2019 - Bell & Ross - Nova coleção BR 05
 
04/09/2019 - Audemars Piguet - Millenary Frosted Gold Philosophique
 
03/09/2019 - Voutilainen - Baselworld 2019 - O excepcional 28ti
 
29/08/2019 - Montblanc - Em Xangai, a Montblanc lançou seus novos relógios femininos
 
28/08/2019 - De Bethune - Baselworld 2019 - DB21 Maxichrono Réédition
 
23/08/2019 - Jaeger-LeCoultre - Polaris Date
 
19/08/2019 - Cyrus - Baselworld 2019 - Klepcys Vertical Skeleton Tourbillon
 
16/08/2019 - Maximilian Büsser & Friends - Legacy Machine FlyingT
 
13/08/2019 - Greubel Forsey - GMT Quádruplo Turbilhão
 
08/08/2019 - Panerai - Sugestões de presentes para o Dia dos Pais
 
Topo
arquivo de notícias relógios & relógios
 
 

HOME  |   R&R  |   FÓRUM  |   LINKS  |   ESPECIAL 2007  |   ESPECIAL 2008  |   IMPRENSA  |   CONTATO  |   CONTATO
Relógios & Relógios © Copyright 2019

 
 
parcerias
 
 
 
 
redes sociais