Adicionar aos Favoritos      Indique este Site quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020                                                                         
notícias
Clique para zoom
Patek Philippe Ref. 5180/1
Clique para zoom
Patek Philippe Ref. 5180/1 - em frente e verso
Clique para zoom
Patek Philippe Ref. 5180/1 - detalhe do mostrador
Clique para zoom
Patek Philippe Ref. 5180/1 - detalhe do fundo

Clique nas imagens para visualizar as ampliações
Ref. 5180/1 - A arte da transparência

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Desde os primórdios da relojoaria, as pessoas são fascinadas pela interação das rodas, alavancas e molas dos relógios. Portanto, não é de surpreender que talentosos relojoeiros ocasionalmente permitissem a exibição da fantástica coreografia interna de suas criações – para grande deleite de seus clientes. Assim tiveram origem os relógios esqueletos, a desafiadora arte de cortar aberturas em platinas, pontes e galos até que os limites da praticabilidade mecânica e funcional sejam atingidos.


O Patek Philippe Ref. 5180/1 saúda esta refinada arte de um modo que transcende em muito a noção do relógio esqueleto.



Estréia de um movimento completamente esqueletizado

A Patek Philippe oferece aos conhecedores da tradição artesanal uma transparente orquestração do tempo com a Ref. 5180/1, um relógio de pulso esqueletizado que abriga o movimento ultrafino automático calibre 240, com um mini-rotor em ouro 22 K integrado à platina. Ao permitir um fascinante olhar no microcosmo de horas, minutos e segundos, ele não apenas cativa seu dono com um conjunto extravagante, mas também permite uma perspectiva metafórica da inexorável passagem do tempo.

Contudo, exige-se uma paciência virtualmente infinita, talento artístico incomum e o máximo de trabalho manual para se chegar a esse ponto.

Muitas horas são necessárias para se esqueletizar completamente apenas o galo do balanço, e semanas de trabalho devem ser investidas para as aberturas na ponte do tambor, platina, ambos os lados do tambor de corda e numerosas outras partes deste relógio, com o objetivo de esculpir uma estrutura transparente de tirar o fôlego. Como se isto não fosse suficiente, os componentes são então decorados com magníficas gravações que concedem aos elementos uma aparência ainda mais filigranada e fazem com que a luz incidente literalmente dance entre os chanfros polidos. De fato, este é um palco fantástico para o balé das rodas metálicas girando. A pura beleza da Ref. 5180/1 é acentuada pela assinatura “Patek Philippe Genève” que é gravada à mão na placa recortada ao redor da abertura circular que expõe o tambor da corda. A abertura por si é decorada com uma cruz de Calatrava, acabada à mão até o mínimo detalhe. O sistema de suspensão do rotor por si só é uma lição de decoração. A platina é recortada em tal extensão que apenas algumas poucas delicadamente curvadas estruturas permanecem. O rotor compacto revestido por ródio que oscila debaixo delas é gravado com arabescos em ambos os lados.


Arte minimalista

Para enfatizar a aparência diáfana e a construção ultrafina (2,53 mm) do movimento esqueletizado calibre 240, portador do Selo de Genebra, a Patek Philippe deu um passo além com a Ref. 5180/1. A caixa em ouro branco de 39 mm de diâmetro e 6,65 mm de altura foi também reduzida ao mínimo absoluto. No lado do mostrador, um cristal suavemente curvo, e no verso também um cristal de safira para selá-la. O anel em ouro branco da caixa também é recortado, deixando apenas 12 raios que servem como marcadores de horas. Para aumentar o apelo estético desta magnífica peça, a periferia do cristal de safira do fundo é tingida em azul na região abaixo do anel da caixa. Este carismático tom de azul contrasta com o brilho prateado do movimento esqueletizado, as rodas em latão dourado e os luminosos rubis vermelhos.


Candidatos a donos precisam de paciência

A Ref. 5180/1 não é uma edição especial, limitada. Ela já pertence à coleção atual da Patek Philippe. Contudo, devido ao tempo e às raras habilidades artesanais requeridas para a produção de tais relógios, muito poucos deles serão fabricados ao longo de um ano.

Por causa da esqueletização e do trabalho de gravação puramente manuais, ligeiras variações de relógio a relógio não pode ser descartadas. Contudo, isto provavelmente não deverá preocupar os colecionadores dos exclusivos relógios Patek Philippe.
 
Topo
Mais Notícias:
23/03/2018 - Patek Philippe - Baselworld 2018 - Ref. 5968A, o primeiro Aquanaut Cronógrafo
 
17/07/2017 - Patek Philippe - Only Watch 2017 - Ref. 5208 Tripla Complicação em titânio!
 
03/04/2017 - Patek Philippe - Baselworld 2017 - Calendário Perpétuo ref. 5320G
 
05/10/2016 - Patek Philippe - Nautilus Edições Limitadas 40o Aniversário
 
16/09/2016 - Patek Philippe - Basel 2016 - Hora Mundial Ref. 5230
 
11/07/2016 - Patek Philippe - Baselworld 2016 - Grandmaster Chime Ref. 6300
 
01/04/2016 - Patek Philippe - Baselworld 2016 - World Time Chronograph Ref. 5930
 
15/07/2015 - Patek Philippe - Ref. 5016 em Aço para o Only Watch!
 
25/05/2015 - Patek Philippe - Baselworld 2015 - Cronógrafo Rattrapante Ref. 5370
 
05/04/2015 - Patek Philippe - Baselworld 2015 - Calatrava Pilot Travel Time Ref. 5524
 
19/03/2015 - Patek Philippe - Grandmaster Chime
 
29/12/2014 - Patek Philippe - Chiming Jump Hour ref. 5275
 
26/11/2014 - Patek Philippe - Cronógrafo Escalas Múltiplas, ref. 5975 e 4675
 
10/11/2014 - Patek Philippe - World Time Moon ref. 5575 e 7175
 
29/05/2014 - Patek Philippe - Basel 2014 - Nautilus Travel Time Chronograph
 
Topo
arquivo de notícias relógios & relógios
 
 

HOME  |   R&R  |   FÓRUM  |   LINKS  |   ESPECIAL 2007  |   ESPECIAL 2008  |   IMPRENSA  |   CONTATO  |   CONTATO
Relógios & Relógios © Copyright 2020

 
 
parcerias
 
 
 
 
redes sociais