Adicionar aos Favoritos      Indique este Site quinta-feira, 17 de outubro de 2019                                                                         
notícias
Imagens © Lange Uhren GmbH
Clique para zoom
Christoph Schlencker e o Datograph Perpetual no Laboratório de Testes
Clique para zoom
Christoph Schlencker no Laboratório de Testes
Clique para zoom
O "Teste do Martelo"
Clique para zoom
O "Teste de Botões"
Clique para zoom
A câmara climática
Clique para zoom
A câmara climática
Clique para zoom
O Analisador de Espirais
Clique para zoom
Um Datograph Perpetual são e salvo...

Clique nas imagens para visualizar as ampliações
O Datograph Perpetual no Laboratório de Testes

sábado, 22 de novembro de 2008

Espera-se de um relógio feito pela A. Lange & Söhne que ele tenha uma vida mais longa que a de seu dono. Por esta razão, todos os novos modelos são submetidos a um dos mais abrangentes testes da indústria relojoeira. Mesmo os mais complexos, tais como o Datograph Perpetual.


Qualquer aficionado por relógios gostaria de trancar este modelo em um cofre e usaria luvas para retirá-lo: um Datograph Perpetual da A. Lange & Söhne. Com a engenhosa combinação de um cronógrafo flyback e calendário perpétuo, ele é um relógio feito para o momento e para a eternidade. Seu calibre é um dos mais complexos feitos desde a reinauguração da tradicional manufatura Saxônica há 18 anos.

Christoph Schlencker, por outro lado, sequer o tira do pulso quando escava seu jardim ou conserta o piso de sua sala de estar. É seu trabalho descobrir o que esse relógio é capaz de suportar, quão robustos e estáveis são seus componentes individuais e como o relógio mantém sua precisão quando você faz algo que realmente não deveria. Por exemplo: deixar o Datograph Perpetual cair de uma altura de um metro. Este é o propósito do teste do martelo: o relógio é submetido a uma pancada de um martelo padronizado que é exatamente equivalente à queda de um metro sobre um piso de madeira rígido. No decorrer do teste, as peças devem suportar súbitas tensões equivalentes a 5.000 vezes seu próprio peso. Em outras palavras: em uma fração de segundo, uma peça de relógio pesando um grama terá um “peso” de cinco quilogramas – e precisa suportá-lo.

É o objetivo de Schlencker garantir que o Datograph Perpetual permaneça em perfeito funcionamento mesmo após tal abuso. Quando se fala em robustez e confiabilidade, cada A. Lange & Söhne deve atender às mesmas exigências. Ele procura modos de melhorar a construção e os materiais ou racionalizar o processo de manufatura. Ele é chefe do laboratório de testes. É uma das mais importantes funções na A. Lange & Söhne. Não é, contudo, uma das mais populares. Parte do trabalho de Schlencker é tornar a vida de seus colegas o mais difícil possível.

O que quer que os designers imaginem e os engenheiros de protótipos montem, ele fará o seu melhor para destruí-lo. Ele busca os pontos fracos de todo projeto. Todas as novas idéias devem passar pelo seu crivo. Nenhum projeto entra em produção sem ter sido testado por ele.

Schlencker criou o laboratório oito anos atrás. Quando a manufatura buscava preencher a vaga, o experiente relojoeiro agarrou sua chance imediatamente. Era o emprego que ele tinha esperado por toda sua vida. Para a Lange, tratava-se de estabelecer o mais severo controle de qualidade de toda a indústria da alta relojoaria. Um laboratório de testes de colisões estava para ser criado de acordo com o exemplo da indústria automotiva, o qual também seria um lugar onde tesouros técnicos receberiam seu último ajuste fino.

Basicamente, o laboratório é um local não de destruição, mas de pesquisa. Schlencker adquiriu alguns dos equipamentos necessários e desenvolveu outros por si mesmo. O “teste agitador”, por exemplo. Essencialmente, é uma simples caixa de madeira que gira em todas as direções possíveis, para frente e para trás, diagonalmente e com “loops”, tudo isto em uma velocidade irregular. Dentro, um relógio bate contra as paredes quatro vezes por segundo, e após 24 horas, a peça tem uma aparência lamentável.

“O agitador simula cinco anos de tensão mecânica causada por um usuário atlético”, diz Schlencker. Após este suplício, todas as 556 peças do Datograph Perpetual devem ainda estar firmes em seus lugares e trabalhando sem falhas.

Ele então criou um “Teste de Botões”, para testar a estabilidade do relógio a longo prazo com uma simulação realista. À distância, ele se parece com uma grande aranha. Visto de perto, ele consiste de muitos pequenos dardos que pressionam os botões do Datograph Perpetual repetidamente; após 50.000 “starts”, “stops”, “resets” e “flybacks”, os botões devem trabalhar tão precisamente e com a mesma resistência do início. O principal corretor do relógio, que avança todas as indicações do calendário conjuntamente, incluindo a grande data, em incrementos de um dia, também é acionado 50.000 vezes durante o estágio de desenvolvimento, avançando o relógio mais de cem anos. Esta é a única maneira de assegurar que o calendário perpétuo realmente funcionará perpetuamente. O problema com essa máquina, contudo, é que o stress causado pela pressão do dedo é muito maior do que o de um dardo, pois um dedo aumenta a força lentamente até que encontra a resistência do botão, depois o empurra contra a base com grande excesso de energia. Schlencker simulou isto montando os dardos em molas e colocando silicone nas extremidades. Adicionalmente, ele criou um dispositivo para dar corda no movimento automaticamente durante os testes, para que a tortura não tenha que ser interrompida nos fins de semana.

Schlencker também buscou uma câmara capaz de replicar todas as zonas climáticas ao redor do globo, de – 20° de frio seco até 80° de calor úmido. Ela testa a resistência do movimento à temperatura. Schlencker também adquiriu uma “máquina de teste de torque” para medir a energia que chega a uma roda e a porcentagem usada por ela. Quanto menor a energia perdida, melhor para a durabilidade de um movimento. Para uma roda bem ajustada, a eficiência energética é estimada em 93 por cento. O resto é perdido na forma de atrito e calor. E cada porcentual de perda reduz a durabilidade consideravelmente. Ele pode observar as conseqüências com uma câmera de alta freqüência capaz de tirar 10.000 imagens por segundo e mostra os detalhes mesmo dos mais rápidos movimentos. Erros não detectáveis a olho nu, tais como os conflitos mecânicos entre duas peças, podem ser revelados e corrigidos com este método. Ele é um dispositivo de diagnóstico que foi parte essencial no desenvolvimento do preciso contador saltante de minutos do Datograph Perpetual.

Mas Schlencker ainda não estava inteiramente satisfeito. Era sua visão ser capaz de examinar grupos individuais montados de um relógio, antes mesmo que o respectivo relógio existisse, pois um problema da construção de relógios é que irregularidades resultantes de projeto somente podem ser reconhecidas durante a operação quando o relógio está acabado. A interação de espiral e balanço, em particular, sempre se mostra problemática. Por esta razão, Schlencker procurou um método de coordenar os dois componentes com exatidão, sem interferência do restante do trem de engrenagens. Isto exigia um dispositivo capaz de medir o número de oscilações de uma espiral por minuto e o movimento em ambas as direções, pois a amplitude mostra a força por trás das oscilações. Schlencker precisava de um feixe de laser que analisasse um balanço oscilando permanentemente, contando a freqüência e medindo a amplitude em qualquer posição concebível, de modo a simular as diferentes influências da gravidade. Adicionalmente, ele precisava de um software que analisasse e convertesse estes dados em curvas gráficas. Levou-se três anos para o desenvolvimento desse dispositivo que a Lange oficialmente batizou de “analisador de espirais”. Ele foi um verdadeiro marco e foi utilizado no desenvolvimento do Datograph Perpetual.

Para o modelo, os engenheiros de projeto da Lange criaram uma espiral otimizada para este tipo de relógio, produzida in-house e que assegurou um movimento perfeitamente estável. Com a ajuda do analisador de espiral, diferentes protótipos foram ajustados ao balanço, até que o resultado fosse impecável. Os testes foram então repetidos com o relógio acabado. Todo este duro trabalho valeu a pena. O desvio médio do Datograph Perpetual estava entre 0,5 e 2 segundos por dia. Um valor abaixo de 6 segundos é geralmente considerado como muito preciso.

Em termos de organização corporativa, o laboratório de testes é parte do setor de Desenvolvimento de Produto. Ele emprega alguns dos melhores relojoeiros do país. Pessoas que amam problemas e possuem um forte sendo de lógica e compreensão da física, com extenso conhecimento sobre todos os relógios da manufatura. E eles devem ser capazes de resistir a algo que causaria dor física a todo relojoeiro apaixonado: bater com um martelo em um relógio de 100.000 euros...
 
Topo
Mais Notícias:
09/10/2019 - Label Noir - Uma visita à sede da Label Noir
 
09/10/2019 - Label Noir - A visit to the headquarters of Label Noir (in English)
 
04/10/2019 - Jaeger-LeCoultre - Gyrotourbillon 3 Meteorite
 
23/09/2019 - Harry Winston - Histoire de Tourbillon 10
 
10/09/2019 - Bvlgari - Baselworld 2019 - Octo Finissimo Chronograph GMT
 
09/09/2019 - Bell & Ross - Nova coleção BR 05
 
04/09/2019 - Audemars Piguet - Millenary Frosted Gold Philosophique
 
03/09/2019 - Voutilainen - Baselworld 2019 - O excepcional 28ti
 
29/08/2019 - Montblanc - Em Xangai, a Montblanc lançou seus novos relógios femininos
 
28/08/2019 - De Bethune - Baselworld 2019 - DB21 Maxichrono Réédition
 
23/08/2019 - Jaeger-LeCoultre - Polaris Date
 
19/08/2019 - Cyrus - Baselworld 2019 - Klepcys Vertical Skeleton Tourbillon
 
16/08/2019 - Maximilian Büsser & Friends - Legacy Machine FlyingT
 
13/08/2019 - Greubel Forsey - GMT Quádruplo Turbilhão
 
08/08/2019 - Panerai - Sugestões de presentes para o Dia dos Pais
 
Topo
arquivo de notícias relógios & relógios
 
 

HOME  |   R&R  |   FÓRUM  |   LINKS  |   ESPECIAL 2007  |   ESPECIAL 2008  |   IMPRENSA  |   CONTATO  |   CONTATO
Relógios & Relógios © Copyright 2019

 
 
parcerias
 
 
 
 
redes sociais