Adicionar aos Favoritos      Indique este Site quinta-feira, 21 de outubro de 2021                                                                         
notícias
Imagens divulgação
Clique para zoom
Girard-Perregaux 1966 Turbilhão com Ponte de Ouro
Clique para zoom
A tampa do verso gravado à mão
Clique para zoom
Ponte do turbilhão "bassiné"
Clique para zoom
72 componentes completam o turbilhão do 1966
Clique para zoom
Turbilhão com Três Pontes de Ouro, vencedor da medalha de ouro na Exposição Universal de Paris de 1889
Clique para zoom
Calibre Girard-Perregaux 9610
Fotos por Carlos E. Tiburcio Ramos
Clique para zoom
Clique para zoom
Clique para zoom

Clique nas imagens para visualizar as ampliações
1966 Turbilhão com Ponte de Ouro

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

1791-2011: A manufatura Girard-Perregaux celebra seu 220º aniversário

Para comemorar o 220º aniversário da marca, a coleção de Alta Relojoaria Girard-Perregaux recebeu no SIHH 2011 um modelo inspirado na sua história: o Turbilhão com Ponte de Ouro Girard-Perregaux 1966, autêntico tratado de tradição relojoeira, disponível em 50 exemplares numerados de forma individual.



O início do século XIX foi marcado por uma invenção decisiva no campo da cronometria. Surgiu um engenhoso dispositivo para compensar as diferenças na marcha devido à gravidade terrestre nas posições verticais do relógio: o Turbilhão.

Em meados do século XIX, o relojoeiro Constant Girard-Perregaux sublima esta complicação. Longos anos de pesquisa lhe permitem materializar um conceito totalmente inovador: o movimento deixa de ser um mero elemento técnico e funcional para converter-se também em um elemento de desenho.

Sua obra-prima, um movimento de turbilhão, inclui três pontes paralelas sob as quais se alinham o tambor, roda central e o turbilhão. Cada elemento em seus relógios é desenhado com níveis de qualidade excepcionais. Em 1889 vem a consagração: a Girard-Perregaux obteve uma medalha de ouro na Exposição Universal de Paris graças a seu Turbilhão com três Pontes de Ouro.

Agora, por ocasião do 220º aniversário da marca, a Girard-Perregaux apresenta um novo modelo de inspiração histórica, trazendo esta majestosa complicação, o Turbilhão com Ponte de Ouro Girard-Perregaux 1966, em edição limitada de 50 exemplares numerados individualmente.


Homenagem aos relógios de bolso com Turbilhão

Sóbrio e elegante, o desenho deste relógio recorda o de seus ilustres predecessores. Os numerais arábicos "Breguet" pintados no mostrador prateado e os ponteiros em formato folha, de aço azulado, são outras das referências a uma época na qual somente existiam os relógios de bolso.

As linhas puras da caixa de 40 milímetros escondem um desenho e uma realização sofisticados. Sua curvatura e suas garras foram estudados com atenção para se obter uma adaptação ideal ao pulso. Desenhado nas oficinas da manufatura, é objeto de minuciosos acabamentos que revelam totalmente o brilho do ouro rosa.

O fundo desta caixa, fixado com 6 parafusos, está gravado à mão da mesma forma como os guarda-pós dos turbilhões Girard-Perregaux do século XIX. Cada exemplar leva um número individual, que também é gravado à mão, respeitando a tradição da marca.

No interior se aloja um movimento de 224 componentes, o Girard-Perregaux 9610, cuja arquitetura, assim como as elegantes decorações, também se inspira nos turbilhões de bolso do século XIX.

O novo Turbilhão Girard-Perregaux 1966 possui uma ponte do turbilhão de formato raro: uma ponte chamada "bassiné", cujos dois braços são arredondados.

Para tanto, deve-se limar com perfeita regularidade os extremos dos braços para dar-lhes uma forma semicilíndrica, respeitando a delimitação do centro e dos talões.

Para finalizar a operação, os artesãos suavizam os braços com pedras, polidores, cavilhas de madeira e pasta de diamante para obter um curvado perfeito. A menor imperfeição será detectada imediatamente a olho nu.

Este “savoir-faire” artesanal, que exige destreza e concentração extremas, é um digno legado dos turbilhões de bolso manufaturados por Constant Girard-Perregaux no século XIX.

O delicado turbilhão também é objeto de uma atenção extrema: a montagem dos 72 componentes requer uma grande habilidade, já que se trabalha com um diâmetro de um centímetro. Pesa 0,3 gramas, com o que lembra a leveza de uma pluma de cisne.

Ele é acompanhado de um sistema de corda automática patenteado pela Manufatura: uma massa oscilante de pequeno diâmetro, feita da platina, encontra-se no espaço existente sob e ao redor do tambor. Este elegante desenho permite manter as dimensões e a arquitetura do movimento original.


Girard-Perregaux 1966 Turbilhão com ponte de ouro (ref. 99535)


Especificações técnicas

Caixa

Em ouro rosa, com diâmetro de 40,00 mm e altura de 10,90 mm
Cristal de safira antirreflexos
Fundo fixado com 6 parafusos, gravado à mão
Número individual gravado à mão
Estanqueidade de 30 metros
Coroa de ouro com logotipo GP gravado
Ponteiros de horas e minutos de aço azulado
Pulseira de couro de aligátor preto com fecho de fivela de ouro, com logotipo GP gravado

Edição limitada e numerada de 50 peças


Movimento Girard-Perregaux 9610

Mecânico de corda automática
Calibre: 28,60 mm
Altura: 6,88 mm
Frequência: 21.600 alternâncias/hora (3 Hz)
Rubis: 31
Reserva de marcha: 48 horas no mínimo
Funções: turbilhão, horas, minutos, pequenos segundos no turbilhão

Número de componentes

Movimento completo: 224 componentes
Caixa do turbilhão: 72 componentes, 0,3 g

Tambor

Tampa perlada

Corda automática

Microrrotor montado no eixo do tambor feito em platina, patenteado pela Girard-Perregaux

Balanço

De inércia variável com parafusos de regulação de ouro (diâmetro de 8,35 mm), ângulo de elevação 52°

Espiral

Espiral Breguet, com curva terminal Philips

Platina

Rodiada, perlada, ângulos polidos, cavidades perladas e chanfradas

Ponte do turbilhão

Ponte "bassiné" de ouro, polida à mão (comprovação por lupa 10x), ângulos polidos, contornos acetinados

Rodas

Perfil envolvente

Turbilhão

Uma rotação por minuto
Gaiolas superiores e inferiores chanfradas e polidas
Caixa equilibrada com parafusos de regulação de ouro
Pontes do escape e ponte de âncora chanfradas e polidas

Parafusos

Chanfrados e polidos em negro
 
Topo
Mais Notícias:
05/08/2020 - Girard-Perregaux - Quasar Azure
 
18/02/2019 - Girard-Perregaux - SIHH 2019 - Bridges Cosmos
 
06/11/2017 - Girard-Perregaux - Laureato Flying Tourbillon Skeleton
 
26/10/2017 - Girard-Perregaux - Laureato 42 mm Black Ceramic
 
05/05/2017 - Girard-Perregaux - Laureato Skeleton
 
01/03/2017 - Girard-Perregaux - SIHH 2017 - Planetarium Tri-Axial
 
23/01/2017 - Girard-Perregaux - SIHH 2017 - Neo-Bridges
 
22/12/2016 - Girard-Perregaux - Pré-SIHH 2017 - 1966 ww.tc
 
19/07/2016 - Girard-Perregaux - Basel 2016 - Coleção Place Girardet
 
18/03/2016 - Girard-Perregaux - Basel 2016 - 1966 Skeleton
 
04/02/2016 - Girard-Perregaux Basel 2016 - Laureato 2016
 
18/07/2015 - Girard Perregaux - Vintage 1945 Grande Data e Fases da Lua Only Watch
 
17/06/2015 - Girard-Perregaux - Traveller Large Date, Moon Phases & GMT
 
06/04/2015 - Girard-Perregaux - Basel 2015 - Minute Repeater Tourbillon with Gold Bridges
 
09/03/2015 - Girard-Perregaux - Pré-Basel 2015 - Girard-Perregaux 1966 Guilloché
 
Topo
arquivo de notícias relógios & relógios
 
 

HOME  |   R&R  |   FÓRUM  |   LINKS  |   ESPECIAL 2007  |   ESPECIAL 2008  |   IMPRENSA  |   CONTATO  |   CONTATO
Relógios & Relógios © Copyright 2021

 
 
parcerias
 
 
 
 
redes sociais