Adicionar aos Favoritos      Indique este Site quinta-feira, 13 de maio de 2021                                                                         
notícias
A nova Referência 6301P Grande Sonnerie

sábado, 6 de março de 2021

A nova Referência 6301P Grande Sonnerie foi o mais importante lançamento da Patek Philippe em 2020.




A honorável Patek Philippe é uma das poucas manufaturas que pode se dar ao luxo de esconder suas grandes complicações sob o mostrador dos relógios. A grande maioria dos fabricantes faz questão de deixar seus turbilhões ou mecanismos de sonnerie à vista de todos, com grandes aberturas ou mostradores transparentes.

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P.jpg[/img][/center]
A Patek, ao contrário, costuma oferecer poucos indícios do que se encontra no interior de suas obras-primas. No caso da Ref. 6301P, apenas uma inscrição “sonnerie” no mostrador clássico esmaltado e um botão deslizante na lateral da caixa, na posição das 6 horas, são as evidências do tesouro interior.

O novo modelo é um relógio de estilo discreto que esconde em seu interior uma verdadeira obra-prima: o primeiro movimento Patek Philippe com uma grande sonnerie em sua forma mais pura, ou seja, sem estar associada a outros tipos de complicações, como cronógrafos ou calendários perpétuos, por exemplo.

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P_2.jpg[/img][/center]
A grande sonnerie é uma função sonora extremamente elaborada e muito cobiçada por colecionadores, que bate automaticamente as horas inteiras e os quartos de hora. Na Ref. 6301P esta grande complicação, excepcionalmente rara em relógios de pulso, é complementada com uma petite sonnerie (que não bate os quartos de hora), uma repetição de minutos (que bate sob demanda) e segundos saltantes.

A Ref. 6301P Grande Sonnerie, com caixa de platina com 44,8 mm de diâmetro, tem um novo movimento de 703 peças revestido em platina, bem como um mostrador preto em esmalte Grand Feu. Ela é mais uma notável adição à exclusiva coleção de relógios sonnerie da Patek Philippe.

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P_7.jpg[/img][/center]


Um pouco de história

A indicação acústica do tempo está diretamente associada às origens da cronometria mecânica. No século 14, os relógios que enfeitavam as cidades da Europa não tinham mostradores nem ponteiros. Ao invés disso, soavam as horas inteiras com uma batida automática, sob passagem.

Os primeiros relógios portáteis com tambor de corda do século 15 eram frequentemente equipados com mecanismos de sonorização automáticos. Isso também se aplica aos primeiros relógios de bolso do século XVI. O final do século 17 viu o surgimento dos primeiros mecanismos que batiam a hora sob demanda - inicialmente como repetidores de um quarto, seguidos no início do século seguinte por repetidores de minutos.

Na Genebra do século 18, as regras da liga dos relojoeiros exigia que todos os artesãos que desejassem se tornar mestres relojoeiros deveriam demonstrar suas habilidades criando uma repetição de quartos. Isso ilustra que o domínio da indicação acústica do tempo era considerado uma evidência bem-sucedida de um avançado know-how relojoeiro.

Totalmente enraizada na tradição relojoeira de Genebra, a Patek Philippe começou a produzir impressionantes relógios desde seu início. Em setembro de 1839, quatro meses após sua fundação, a manufatura lançou o primeiro relógio desse tipo em seu jornal, um relógio de bolso com repetição. Em 1850, lançamentos de relógios de bolso com grande sonnerie apareceram nos mesmos jornais. O catálogo da “Grande Exposição” de 1851 em Londres (a primeira exposição mundial) menciona “repetidores” e “relógios com sonorização automática” como especialidades da Patek Philippe. Isso foi seguido em 1860 pelos primeiros relógios de bolso da Patek Philippe com repetidores de minutos, depois, no decorrer do século 19, por outros relógios com repetidores de quartos, repetidores de cinco minutos e repetidores de minutos.

No início do século 20, com seus relógios sonnerie, a Patek Philippe definitivamente se estabeleceu na vanguarda na arte da relojoaria, especialmente em suas manifestações mais elaboradas e cobiçadas - a grande sonnerie. O famoso relógio de bolso “Duc de Regla” foi vendido em 1910 para o duque de Regla, um nobre mexicano. Hoje, pode ser admirado no Museu Patek Philippe. Ele incorpora grande e petite sonnerie, além de um repetidor de minutos com um carrilhão Westminster que reproduz a melodia da torre do relógio Big Ben em cinco gongos com grande fidelidade.

Os 13 relógios complicados produzidos para o fabricante de automóveis americano James Ward Packard entre 1910 e 1927 incluíram o primeiro relógio de bolso Patek Philippe com um repetidor de minutos e mostradores astronômicos (entregue em 1927), bem como relógios com grandes sonneries, entre eles um com um carrilhão Westminster em quatro gongos (1920).

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek-Philippe-The-Henry-Graves-Jr.jpg[/img][/center]
O Supercomplication Graves


O famoso relógio de bolso “Graves” entregue ao rico banqueiro e colecionador de Nova York Henry Graves Junior em 1933, permaneceu como o relógio portátil mais complicado do mundo até 1989. Suas 24 complicações incluem funções acústicas em 5 gongos: grande e petite sonnerie, uma repetição de minutos com carrilhão Westminster e alarme. Ao mesmo tempo, a manufatura buscou a miniaturização de mecanismos repetidores para o formato do relógio de pulso e em 1916 apresentou seu primeiro relógio de pulso que batia as horas - um repetidor de cinco minutos com caixa e pulseira de platina para um pulso feminino.


O renascimento dos repetidores de minutos

Em 1989, a Patek Philippe comemorou seu 150º aniversário lançando o Calibre 89, que seria o relógio mecânico portátil mais complicado do mundo por mais de um quarto de século. As 33 complicações desta obra-prima da arte relojoeira incluem grande/petite sonnerie e repetição de minutos em quatro gongos. Nesta homenagem ao renascimento do relógio mecânico, a Patek também homenageou os relógios de pulso com repetição. O calibre R 27 é o primeiro movimento repetidor de minutos desenvolvido e fabricado inteiramente in-house. Ele equipou dois relógios de pulso comemorativos.

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek-Philippe-Calibre-89.jpg[/img][/center]
O Calibre 89


O ex-presidente da manufatura, Philippe Stern, foi um dos primeiros a acabar com a ruidosa âncora de recuo e otimizou as funções sonoras com o regulador centrífugo inventado no final do século 19. O regulador centrífugo Patek Philippe estreou em 1989 no Calibre 89 e nos dois relógios comemorativos - Ref. 3979 e 3974 - que são equipados com o calibre R 27.

Ao longo dos anos, os repetidores de minutos ocupariam uma posição preferencial nas coleções da Patek Philippe. Nos dias de hoje, eles constituem a mais ampla seleção de relógios de pulso com repetição de minutos produzidos regularmente, sejam eles modelos de repetição pura ou combinados com outras complicações (turbilhão, calendário perpétuo, cronógrafo, hora mundial, etc.).

Desde o ano crucial de 1989, que marcou o renascimento do relógio carrilhão Patek Philippe, os desafios acústicos também ocuparam uma posição de destaque em dois outros relógios excepcionais. O relógio de bolso Star Caliber 2000 de dupla face (21 complicações) foi criado para inaugurar o novo milênio. Pela primeira vez em uma caixa de seu tamanho, ele acomoda um carrilhão Westminster com cinco gongos que reproduz a melodia original do relógio da torre do edifício do parlamento de Londres - completa e corretamente. Isso torna o repetidor de minutos e a grande sonnerie um verdadeiro deleite para os ouvidos. Por sua vez, o Sky Moon Tourbillon apresentado em 2001 é o primeiro relógio de pulso de dupla face da Patek Philippe. Entre suas 12 complicações, ele apresenta um mapa celeste móvel e uma repetição de minutos com gongos catedral.


O grande mestre dos sons

Em 2014, por ocasião do 175º aniversário da empresa, a Patek Philippe apresentou mais um grande salto no domínio das complicações acústicas. Foi o lançamento da Ref. 5175 Grandmaster Chime, um relógio de pulso de dupla face. Produzido em sete exemplares, ele reúne 20 complicações, incluindo grande e petite sonnerie, repetição de minutos, calendário perpétuo instantâneo com ano de quatro dígitos e duas novidades mundiais patenteadas: um alarme acústico que bate a hora do alarme pré-selecionado e um repetidor de data que bate a data atual.

Este primeiro relógio de pulso Patek Philippe com grande sonnerie é também o relógio de pulso mais complicado da marca e como a Ref. 6300 tornou-se parte da coleção regular em 2016. O ano de aniversário de 2014 também deu à Patek Philippe a oportunidade de demonstrar sua competência em relógios carrilhão com mais um relógio comemorativo em uma edição limitada. Foi a Ref. 5275 Chiming Jump Hour com indicação saltante para as horas, minutos e segundos, bem como uma batida automática para cada hora completa.


A Ref. 6301P Grande Sonnerie

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P_3.jpg[/img][/center]
Agora, a Patek Philippe enriquece sua coleção regular com uma obra-prima de miniaturização e perfeição acústica: a Ref. 6301P Grande Sonnerie. Esta grande complicação é o primeiro relógio de pulso da manufatura que apresenta a grande sonnerie em sua forma mais pura, complementada com uma petite sonnerie e uma repetição de minutos.

Para implementar a grande sonnerie, a Patek Philippe desenvolveu um novo movimento como tendo como base o calibre 300 do Grandmaster Chime. Apesar de suas 703 peças, o calibre GS 36-750 PS IRM é notavelmente compacto para um mecanismo tão complexo (diâmetro de 37 mm, altura de 7,5 mm). Tradicionalmente, uma das maiores dificuldades para os engenheiros de grandes sonneries é dominar os fluxos e as reservas de energia. Ao contrário dos repetidores de minutos, que são acionados sob demanda por um slide ou botão, a grande sonnerie precisa ter reserva de energia suficiente para bater automaticamente o número necessário de toques de tempo com qualidade acústica uniforme.

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P_9.jpg[/img][/center]
Para enfrentar este desafio, a Patek Philippe dotou o calibre GS 36-750 PS IRM de dois tambores de mola principal duplos idênticos conectados em paralelo, um para o trem de cronometria e outro para o mecanismo de sonnerie. Esta configuração proporciona uma reserva de marcha de 72 horas para o movimento e de 24 horas para a sonnerie. Uma reserva de marcha de três dias para o movimento é o que se espera de um relógio moderno usado diariamente, de acordo com a filosofia de criação centrada no cliente da Patek Philippe. A reserva de marcha de 24 horas para a construção permite que o relógio toque as horas e os quartos de hora durante um dia inteiro, com excelente intensidade sonora, graças a um torque uniforme. Os dois tambores de mola principal são carregados com a coroa empurrada e girada no sentido horário para o trem de cronometria e no sentido anti-horário para a sonnerie. As quatro molas principais apresentam bridas deslizantes para evitar tensão excessiva.


Uma sonnerie com três gongos

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P_10.jpg[/img][/center]
No que diz respeito à sonnerie, a Patek Philippe optou por três gongos clássicos - baixo, médio e alto. Esta opção técnica requer mais energia do que sistemas com dois gongos. Também complica o trabalho do relojoeiro ao afinar cada gongo até que todos os três criem o lendário “som Patek Philippe” tão cobiçado pelos conhecedores. Anexados ao movimento, os três gongos não devem se tocar entre si nem outras partes da caixa ou movimento, apesar do pequeno espaço disponível. Três martelos de tamanho e massa idênticos garantem um toque uniforme para as três notas. A seleção da platina como o material da caixa também representou um desafio, pois é difícil de dominar acusticamente e requer um know-how da Patek Philippe que é transmitido de uma geração a outra.

As horas são tocadas em um gongo grave, os quartos com uma sequência de três toques alto-baixo-médio. A melodia do primeiro quarto de hora (15 minutos) soa uma vez, do segundo quarto de hora (30 minutos) duas vezes e do terceiro quarto de hora (45 minutos) três vezes. Cada sequência de um quarto de hora é automaticamente precedida pelo número de horas decorridas e seguida pelo número de quartos de hora. Graças à energia armazenada no duplo tambor de mola principal da sonnerie, isso resulta em um total impressionante de 1.056 toques em 24 horas. O proprietário também pode selecionar o modo de trabalho em petite sonnerie; bate as horas cheias, mas omite a repetição das horas ao bater os quartos de hora. No modo de silêncio, o toque automático é totalmente desligado.

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P_11.jpg[/img][/center]
A seleção do modo de sonnerie é feita com um botão deslizante na lateral da caixa às 6 horas. O modo petite sonnerie está à esquerda, o modo grande sonnerie no meio e o silêncio à direita. Este recurso especial foi objeto de uma patente desenvolvida para o Grandmaster Chime e descreve um mecanismo que permite a seleção e ativação do modo de sonnerie com um único interruptor deslizante. Anteriormente, eram necessários dois interruptores para executar essas etapas. Outra patente, também desenvolvida para o Grandmaster Chime, permite o completo isolamento da grande sonnerie no modo silencioso, eliminando o consumo de energia. A pedido, a repetição de minutos pode ser acionada pressionando o botão na coroa às 3 horas. Em resposta, ele bate o número de horas com tons graves, os quartos com sequências de três toques (como no modo grande sonnerie) e, no gongo mais agudo, o número de minutos decorridos desde o último quarto de hora. O repetidor de minutos pode ser acionado a qualquer momento, mesmo se o slide estiver definido para o modo de silêncio.


Um segundo saltante patenteado

Ao retrabalhar o calibre 300 do Grandmaster Chime, os engenheiros e designers da manufatura adicionaram um pequeno display de segundos saltantes, algo nunca antes feito em uma grande sonnerie. Inspirado nas quatro patentes do modelo do 175º aniversário, a Ref. 5275 Chiming Jump Hour, eles dotaram a nova Ref. 6301P de um inovador mecanismo de segundos saltantes. O sistema não conta com molas de salto como de costume, mas sim com rodas e uma alavanca de liberação que desbloqueia instantaneamente o trem de rodas a cada segundo, tornando o consumo de energia mais fácil de regular e controlar. Assim, a nova Ref. 6301P apresenta uma nova face caracterizada pelo ponteiro de pequenos segundos às 6 horas, que salta ao longo da escala trilho de trem de um segundo para o outro, lembrando os relógios reguladores usados em antigas oficinas de relojoaria para sincronizar o tempo.


Uma arquitetura de movimento excepcionalmente refinada

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P_12.jpg[/img][/center]
O novo calibre GS 36-750 PS IRM, que pode ser admirado através do fundo em safira, cumpre todos os estritos requisitos do Selo Patek Philippe. Isso se aplica tanto aos parâmetros técnicos (precisão da marcha, confiabilidade) como ao acabamento e arquitetura dos componentes individuais. Segundo a Patek Philippe, a complexidade de um movimento nunca deve diminuir sua beleza e elegância e, como a caixa e o mostrador, deve corresponder ao rigoroso escrutínio do presidente da manufatura Thierry Stern. Atenção especial foi dedicada ao desenho das pontes do movimento, especialmente da ponte do tambor (um elemento-chave das grandes sonneries) e da ponte do balanço, uma característica Patek Philippe que garante um apoio seguro e proporções visuais agradáveis. Os conhecedores descobrirão muitos outros detalhes estéticos, incluindo inúmeros ângulos reentrantes que são muito difíceis de polir. O regulador centrífugo que regula a velocidade das batidas do tempo é decorado com um primoroso polimento visível ao observador. Este movimento espetacular é completado com um balanço Gyromax, a espiral Spiromax em Silinvar, os três gongos enrolados em torno do movimento e seus respectivos martelos. O fundo de safira antirreflexo posicionado muito perto do movimento oferece um visão fascinante de um reino micromecânico. Contudo, ele pode ser substituído por um fundo de platina sólida que é fornecido com o relógio.


O exterior: moderno e elegante

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P_4.jpg[/img][/center]
A nova Ref. 6301P Grande Sonnerie se destaca com elegância, fiel ao princípio-chave da Patek Philippe de que uma grande complicação também deve ser agradável de usar em situações cotidianas. A caixa de platina, inspirada na Ref. 5370, Cronógrafo Split-seconds apresentado em 2015, expressa sutileza e equilíbrio em suas curvas e contornos arredondados, com um aro côncavo para uma transição perfeita entre o vidro de safira ligeiramente curvado e os flancos da caixa com acabamento acetinado. Como todas as caixas de platina Patek Philippe, ela ostenta um pequeno diamante situado, neste caso, às 12 horas porque a posição usual das 6 horas é ocupada pelo botão deslizante para selecionar o modo de trabalho em relevo.

A Patek Philippe demonstra toda sua habilidade com respeito ao artesanato, notadamente no mostrador esmaltado Grand Feu preto com acabamento “glacé”, numerais Breguet aplicados e ponteiros em forma de folha em ouro branco luminescente. Os numerais Breguet ligeiramente inclinados adicionam um toque dinâmico à face clássica, mas contemporânea. As indicações de horas, minutos e pequenos segundos às 6 horas são bem proporcionadas ao lado de dois indicadores de reserva de marcha para o movimento e sonnerie às 3 e 9 horas com escalas semicirculares identificadas com as inscrições MOUVEMENT e SONNERIE. O relógio é complementado por uma pulseira de crocodilo preta brilhante costurada à mão com escalas quadradas e um fecho de báscula.


Uma peça muito exclusiva

[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P_5.jpg[/img][/center]
Com o cancelamento do salão Baselworld 2020, evento no qual a Patek Philippe exibiria seus lançamentos do ano, como tradicionalmente o fazia há décadas, a marca realizou a apresentação de seus novos relógios de forma online.

Ao longo do ano, a Patek foi exibindo seus lançamentos, em sua maioria variações de modelos existentes com diferentes materiais de caixa e mostradores, tendo deixado, de forma surpreendente, o melhor do ano para o seu final.

A nova Ref. 6301P não é uma edição limitada e faz parte da coleção regular, embora sua complexidade e o seu preço limitem a produção a apenas algumas peças por ano.


[center][img]http://www.relogioserelogios.com.br/images/noticias/3771/Patek_6301P_6.jpg[/img][/center]


Patek Philippe Ref. 6301P Grande Sonnerie - Ficha técnica


Selo Patek Philippe


Movimento

Calibre GS 36-750 PS IRM, mecânico a corda manual
Grande e petite sonnerie, repetição de minutos em 3 gongos
Pequenos segundos saltantes
Indicador do modo Sonnerie (petite sonnerie, grande sonnerie, silêncio)
Indicadores de reserva de marcha para cronometria e sonnerie
Diâmetro: 37 mm
Espessura: 7,5 mm
703 componentes, 95 rubis
Reserva de marcha de cronometria: 72 horas
Reserva de marcha de sonnerie: 24 horas
Frequência: 25.200 alternâncias por hora (3,5 Hz)
Balanço: Gyromax
Espiral: Spiromax (em Silinvar)


Caixa

Em platina 950 com um diamante Top Wesselton entre os terminais às 12 horas
Não é resistente à água, é protegida contra umidade e poeira
Fundo em cristal de safira, com fundo sólido em platina intercambiável
Diâmetro: 44,8 mm
Altura: 12 mm
Coroa de duas posições: na posição de origem, dá corda ao movimento (sentido horário), e à sonnerie (sentido anti-horário); puxada, definição da hora
Botão na coroa às 3 horas para acionar o repetidor de minutos
O botão deslizante lateral às 6 horas seleciona o modo de sonnerie (petite sonnerie, grande sonnerie, silêncio)


Mostrador

Em ouro 18K, esmaltado preto Grand Feu com acabamento “glacé”
Numerais Breguet aplicados em ouro branco 18K
Ponteiros centrais de horas e minutos em forma de folha em ouro branco 18K com revestimento luminoso
Pequenos segundos às 6 horas com ponteiro tipo “dague” em ouro branco, escala impressa trilho de trem com marcadores luminosos de 10 segundos
Escala de minutos impressa com marcadores luminosos de 5 minutos
Ponteiros tipo “Cheveu” em ouro branco para os indicadores de reserva de marcha do movimento e sonnerie


Pulseira

Couro de crocodilo costurado à mão com grandes escamas quadradas, preto brilhante, fecho de báscula em platina


Preço

1,15 Milhão de Francos Suíços, incluindo VAT




Artigo originalmente publicado na Revista Pulso ed. 132, Jan/Fev 2021
 
Topo
Mais Notícias:
12/05/2021 - De Bethune - DB Kind of Two Tourbillon
 
29/04/2021 - Baume & Mercier - W&W 2021 - Riviera Baumatic
 
29/04/2021 - Vacheron Constantin - W&W 2021 - Traditionnelle Cronógrafo Rattrapante Ultraplano
 
28/04/2021 - IWC - W&W 2021 - Big Pilot Shock Absorber XPL
 
28/04/2021 - Gerald Charles - Chay Suede é o novo Embaixador da marca!
 
28/04/2021 - Hublot - W&W 2021 - Big Bang Integral Tourbillon Full Sapphire
 
27/04/2021 - Jaeger-LeCoultre - W&W 2021 - O espetacular Reverso Hybris Mechanica Quadriptyque
 
27/04/2021 - Audemars Piguet - Royal Oak Concept Black Panther Flying Tourbillon
 
27/04/2021 - Montblanc - W&W 2021 - 1858 Split Second Chronograph Lime Gold
 
26/04/2021 - Bvlgari - Watches & Wonders 2021 - Octo Finissimo Perpetual Calendar
 
26/04/2021 - Panerai - W&W 2021 - Submersible eLAB-ID
 
06/04/2021 - Watches & Wonders - O maior evento online da relojoaria inicia amanhã!
 
30/03/2021 - Montblanc - Entrevista com Laurent Lecamp
 
29/03/2021 - Omega - Novos Seamaster 300
 
26/03/2021 - Audemars Piguet - Royal Oak Offshore Flying Tourbillon Flyback Chronograph
 
Topo
arquivo de notícias relógios & relógios
 
 

HOME  |   R&R  |   FÓRUM  |   LINKS  |   ESPECIAL 2007  |   ESPECIAL 2008  |   IMPRENSA  |   CONTATO  |   CONTATO
Relógios & Relógios © Copyright 2021

 
 
parcerias
 
 
 
 
redes sociais