Publicidade
Home  >  News Voltar

Jaeger-LeCoultre - SIHH 2010O céu não é o limite - Master Grande Complication

23 de fevereiro de 2010
Comentar esta notícia no Fórum 18389
A linha Master Grande Tradition da Jaeger-LeCoultre, lançada em 2009, estava destinada a associar a inovação técnica com a tradição relojoeira, dois aspectos pelos quais a manufatura do Vallée de Joux é bem conhecida. Composta exclusivamente por modelos com complicações de primeira linha como o turbilhão associado ao calendário perpétuo, ou a repetição de minutos, a Jaeger-LeCoultre dá um novo passo ao acrescentar a esta linha um novo e excepcional modelo "Grande Complication".


O conceito da Grande Complicação

Desde os primórdios da arte da relojoaria como atualmente a conhecemos, a Grande Complicação é o ponto alto de qualquer manufactura ou mestre relojoeiro. Num ofício altamente especializado em que o domínio na execução de uma só complicação é por si só uma façanha, conjugar duas ou mesmo três complicações num só relógio é algo que está ao alcance apenas de poucos especialistas. Segundo a tradição, uma Grande Complicação é alcançada pela associação de três complicações relojoeiras numa só peça. Uma primeira associada a uma indicação astronômica como o calendário perpétuo, uma segunda baseada numa indicação sonora como a repetição de minutos, e uma terceira como o cronógrafo ou um turbilhão.

O Master Grande Tradition Grande Complication

Através do Master Grande Tradition Grande Complication estas três complicações não se limitam apenas a coexistir, mas associam-se de uma forma quase poética, já que, afinal, a essência de um relógio baseia-se na interpretação da medição do tempo astronômico que ele possibilita sobre o pulso. Não podia assim haver uma melhor forma de representar esta poética passagem do tempo do que através da presença de um turbilhão voador orbital numa eterna viagem sobre um mostrador representativo do céu noturno do hemisfério norte.

A reforçar esta essência, o turbilhão deste Master Grande Tradition não se limita apenas a indicar a habitual passagem dos minutos das 24 horas que compõem o nosso dia. Cada rotação que efetua sobre e com o mostrador, reflete a duração mais curta em 4 minutos do dia sideral. Um pequeno sol evolui na periferia deste mostrador, onde indicações do Zodíaco e dos 12 meses do ano emolduram a detalhada representação celeste, indicando sobre um aro interno de 24 horas o tempo oficial conhecido como tempo médio solar.

O novíssimo calibre 945 da Jaeger-LeCoultre é um mecanismo altamente complexo com 527 peças que recebem a devida atenção de um único mestre relojoeiro durante o seu processo de montagem e de regulação. A preocupação da manufatura com o aspecto da precisão deste calibre levou-a a adotar o turbilhão como sistema regulador isócrono por excelência, associando-lhe ainda um avançado escape de silício especialmente desenvolvido para ser incorporado numa gaiola de titânio ultraleve.

Mas para assumir o título de Grande Complicação, é necessário ainda mais. Este digno representante da linha Master Grande Tradition incorpora ainda um inovador sistema de repetição de minutos cuja excelência é o resultado de um processo de desenvolvimento que durou cinco anos. Equipado com um novo sistema de gongos diretamente acoplados ao cristal do relógio, e associados a um sistema de batidas por martelos "trèbuchet" que transfere 80% mais força do que outros mecanismos similares, este sistema sonoro permite um som cheio, claro e harmonioso através do simples acionamento do botão deslizante.

A terceira complicação desta Grande Complicação revela uma abordagem distinta por parte da Jaeger-LeCoultre neste nível da relojoaria. Em vez de um cronógrafo, a opção por uma complicação adicional incidiu sobre a presença de um turbilhão voador integrado neste mecanismo, não apenas como um órgão regulador, mas como a materialização em si mesmo do tempo associado ao calendário perpétuo, e que assume a dupla função de ponteiro das horas do tempo sideral.

Dando continuidade a este espírito de inovação, a presença de um escape em silício de última geração é uma prova cabal do equilíbrio entre a tradição e a tecnologia de ponta que a manufatura nunca deixou de promover ao longo de décadas.

Com níveis de acabamento acima da média, aplicados tanto à caixa clássica em ouro branco de 44 mm como aos diversos componentes do calibre, a manufatura faz justiça a um passado que lhe exige permanentemente uma maestria fora do comum neste domínio.

O "Master Grande Tradition Grande Complication" será produzido numa edição limitada a 75 exemplares em ouro branco que faz justiça à exclusividade deste movimento, e que demonstra mais uma vez a excelência desta manufatura de exceção no domínio da alta relojoaria complicada.


Master Grande Tradition Grande Complication - caracteristicas técnicas:

Referência: Q5023580

Movimento:

Mecânico de corda manual Calibre 945 com pontes e platina em prata niquelada, construído e decorado à mão

- 28.800 vph
- 48 horas de reserva de marcha
- 527 componentes
- 49 rubis
- Escape de silício

Medidas

- Altura - 12,62 mm
- Diâmetro: 34,70 mm

Funções:

- Horas, minutos
- Turbilhão voador orbital com mapa celeste
- Repetição de minutos com gongos catedral
- Zodíaco, meses e indicação de 24 horas
- Martelos "Trébuchet"

Ponteiros "dauphine"

Caixa:

- Diâmetro - 44 mm
- Espessura - 15,6 mm
- Estanqueidade - 5 atm

Pulseira - couro de crocodilo com fecho dobrável

Edição limitada a 75 exemplares
 
(Fotos divulgação)
(Fotos por Carlos E. Tiburcio Ramos)

NotíciasRelacionadas

04 de outubro de 2019
23 de agosto de 2019

BRANDPARTNERS