Publicidade
Home  >  News Voltar

Jaeger-LeCoultre - SIHH 2012Duomètre à Sphérotourbillon

29 de fevereiro de 2012
Em 2012, a Grande Maison do Vallé de Joux apresentou o notável Duomètre à Sphérotourbillon, um turbilhão que utiliza o conceito Dual-Wing.


O conceito Dual-Wing baseia-se em dois mecanismos autônomos, cada um deles com sua própria fonte de energia, compartilhando um órgão regulador comum.

A disposição das visualizações sobre o mostrador é outra particularidade da linha Duomètre. A visualização das horas descentradas sobre o eixo 3 - 9 horas, a dupla indicação das reservas de marcha, os ponteiros de duas cores distintivas e o acabamento prateado granulado, são alguns dos tantos detalhes que conferem a todos os modelos Duomètre uma estética única e uma forte identidade.

Um desenho impressionante, uma função única e um refinamento que respeita plenamente a mais pura tradição relojoeira: o novo Duomètre à Sphérotourbillon reúne todos esses ingredientes. Esta grande complicação demonstra que é possível aliar elevadíssimo desempenho técnico com uma estética discreta.


O Sphérotourbillon: um turbilhão que se ajusta com precisão

A precisão, pedra angular do conceito Dual-Wing, foi a chave que guiou os relojoeiros da Jaeger- LeCoultre durante a criação do Duomètre à Sphérotourbillon. De fato, este relógio tem o mérito de ser o primeiro relógio turbilhão que pode ser ajustado com a precisão de um segundo. Mas, para que serve a precisão se esta não puder ser mostrada?

Com efeito, são muito raros os turbilhões que apresentam uma visualização tão legível dos segundos em um contador dedicado especialmente a eles. São ainda mais raros aqueles que permitem parar os segundos. Mas, até agora, nenhum deles permitia parar o ponteiro dos segundos e fazê-lo voltar a zero para efetuar um ajuste mais preciso da hora.

O uso do conceito Dual-Wing permitiu aos relojoeiros da Jaeger-LeCoultre criarem o primeiro turbilhão que pode ser ajustado com precisão. O botão situado às 2 horas permite a volta a zero do segundeiro situado sob o turbilhão, graças ao principio de volta "em voo" (flyback).

A particularidade do flyback é que ele não detém o funcionamento do órgão regulador. Sob demanda, o segundeiro se posiciona sobre o zero, continuando imediatamente sua frenética carreira. Como resultado, o relógio conserva sua máxima precisão mesmo durante o ajuste da hora.


Um turbilhão multiaxial

De exemplar fiabilidade, o turbilhão do relógio Sphérotourbillon constitui a característica principal desta quarta peça de exceção da linha Duomètre.

Imaginado para os relógios de bolso, o turbilhão tradicional não permite compensar os efeitos da gravidade em todas as posições. Somente com a inserção de um eixo de rotação suplementar obtém-se um movimento de rotação tridimensional e, assim, mostra-se absolutamente eficaz em qualquer das muitas posições que um relógio pode tomar no pulso de uma pessoa.

O turbilhão oferece um espetáculo fascinante através do mostrador recortado, no qual efetua um movimento de rotação totalmente incomum. Além da revolução em torno do eixo de sua jaula de titânio, o turbilhão gira ao redor de um segundo eixo, com 20° de inclinação. A combinação destas duas rotações distintas e rápidas (30 e 15 segundos, respectivamente) permite libertar o relógio dos efeitos nocivos da gravidade terrestre.

Este turbilhão espetacular integra todas as inovações que permitiram à Jaeger-LeCoultre ganhar o primeiro concurso de cronometria do século XXI. A gaiola, elaborada em uma só peça a partir de um bloco de titânio, alia leveza e elevada precisão. A espiral cilíndrica, com suas duas curvas terminais, vibra concentricamente de uma forma impossível de se obter com uma espiral tradicional.

O balanço, de generosa inércia, oscila ao ritmo de 21.600 alternâncias por hora. O porta-píton é protegido contra os efeitos dos golpes e das vibrações aos quais um relógio é submetido, graças a um sistema especial de bloqueio de parafusos.

Para maior prazer visual, um fundo de cristal de safira transparente permite descobrir no dorso do relógio sua bela decoração e contemplar o funcionamento do Calibre Jaeger-LeCoultre 382, montado e decorado à mão.


Quando a complexidade se converte em beleza

Esta complexidade tecnológica resulta em uma beleza excepcional. O espírito inovador do relógio é associado a um desenho inspirado nos relógios de bolso antigos, estudado particularmente para conferir-lhe elegância e refinamento.

O nível de acabamento das platinas, feitas em alpaca não tratada, reforça a sensação de exclusividade do Duomètre à Sphérotourbillon. "Côtes soleadas", características da Jaeger-LeCoultre, ângulos vivos salientes e entrantes, harmonia de formas: a arte relojoeira de elevado nível se reflete completamente na estética do Calibre Jaeger-LeCoultre 382.

O respeito das proporções ideais e dos códigos relojoeiros, a sofisticação da caixa de ouro rosa, a sobriedade e a legibilidade do mostrador, o aro e as asas polidas e a lateral acetinada, são algumas das muitas características que definem a estética própria da linha Duomètre, que foram esmeradamente preservadas nesta peça e que contrastam com o nível de complexidade do mecanismo que abriga.

O conceito Dual-Wing se mostra sobre o mostrador em dois espaços distintos: enquanto à esquerda se situa a abertura que revela os segredos do Sphérotourbillon, à direita, o mostrador principal indica a hora local e a data sutilmente situada em um nível inferior em torno do mostrador.

Um mostrador adicional de 24 horas situado na parte superior permite indicar as horas de um segundo fuso horário. O segundeiro se situa na parte inferior do mostrador.


Ficha técnica - Duomètre à Sphérotourbillon - Referência 605 25 20

Movimento mecânico de corda manual, calibre Jaeger-LeCoultre 382, fabricado, montado e decorado à mão, pontes e platina de alpaca

2 tambores, 50 horas de reserva de marcha, 460 peças, 55 rubis, 10,45 mm de altura, 33,70 mm de diâmetro

Sphérotourbillon

Gaiola do turbilhão em titânio grau 5, velocidade de rotação total de 30 segundos para uma revolução completa, 2 movimentos combinados. Velocidade de rotação do eixo da gaiola: 15 segundos para uma revolução completa. Velocidade de rotação da gaiola: 30 segundos para uma revolução completa. Inclinação da gaiola: 20°, Diâmetro da gaiola: 11,50 mm, peso da gaiola: 0,518 gramas, balanço de ouro 14 quilates com parafusos de regulação excêntricos, em ouro 14 quilates, inércia de 12,5 mg.cm2 , 21.600 alternâncias por hora, espiral cilíndrica, 105 componentes

Mostrador

Granulado cristalino, peças aplicadas em ouro 18 quilates

Funções

Ponteiros
Horas (fuso de viagem), minutos e segundos com flyback, reservas de marcha (indicações e movimento), data por ponteiro, fuso de referência em 24 horas
Horas e minutos do tipo "folha", segundeiro do tipo bastão com contrapeso em forma de pera, em aço azulado

Elementos de ajuste
Uma coroa para a corda do relógio, acerto da hora (fuso local), ajuste da data e do fuso de referência
Um botão às 2 horas para ativar o mecanismo de flyback do segundeiro

Caixa
Ouro rosa 18 quilates, diâmetro de 42 mm, altura de 14,1 mm (incluindo o cristal de safira), acabamento polido e acetinado, cristais de safira curvados, dureza N° 9, tratamento antirreflexo na frente e verso, estanqueidade a 5 atm

Pulseira
Couro de aligátor costurado à mão, fecho de fivela de ouro rosa 18 quilates
 
(Imagens divulgação)
(Fotos Carlos E. Tiburcio Ramos)

NotíciasRelacionadas

04 de outubro de 2019
23 de agosto de 2019

BRANDPARTNERS