Publicidade
Home  >  News Voltar

Cartier - SIHH 2010Rotonde de Cartier Astroturbilhão

27 de janeiro de 2010
Com o relógio Rotonde de Cartier Astroturbilhão, a Cartier inaugura um movimento imaginado e desenvolvido pelos mestres relojoeiros da Maison. Criativo e técnico, este mecanismo espetacular levou cinco anos para ser elaborado na Manufatura de La Chaux-de-Fonds.


O movimento 9451MC dispõe de uma carruagem de turbilhão contendo os diferentes órgãos do escape e do conjunto balanço-espiral.

Exatamente como em um turbilhão tradicional, a carruagem é puxada pela terceira roda da engrenagem. Do mesmo modo, o pinhão da roda de escape enrola-se em torno de uma roda de segundos fixa (quarta roda do trem de engrenagens) para puxar o escape.

O movimento Astroturbilhão apresenta várias particularidades que fazem dele um turbilhão único.

Primeiramente, essa carruagem tem um eixo de rotação particular, pois situa-se no centro do movimento, o que implica, naturalmente, uma concepção totalmente diferente do trem de engrenagens, dos dois tambores do movimento até o indicador de minutos e de horas.

Além disso, o eixo do balanço e o eixo da roda de escape não estão no eixo de rotação da carruagem, o que, aliás, constitui a particularidade visual do Astroturbilhão. Eles estão dispostos em um lado da carruagem, alinhados em relação ao eixo de rotação.

Por fim, a carruagem do turbilhão é montada "por cima" do movimento, entre dois mostradores, e não diretamente incorporada ao mecanismo, como ocorre com o turbilhão tradicional.

Esta construção inédita para um turbilhão central tem consequências nos planos estético e técnico. Visualmente, a carruagem assim alongada dá uma volta por toda a superfície do mostrador em um minuto. A ponte do balanço, descentrada e em forma de flecha, indica os segundos.

Tecnicamente foi necessário equilibrar a carruagem colocando um contrapeso de platina, ocultado sob o mostrador central, no verso da carruagem. Além disso, para controlar a inércia da carruagem durante sua rotação, seu peso teve de ser limitado (0,39 g para a carruagem, sem o contrapeso), o que resultou na escolha do titânio para sua fabricação.

Um movimento para o qual a Cartier escolheu a elegância moderna do relógio Rotonde de Cartier em sua versão XL. Ouro rosa ou ouro branco, 47 mm de diâmetro, entre asas largas e parafusos decorativos para um relógio elegante e hipnótico.

Relógio Rotonde de Cartier Astroturbilhão, calibre 9451 MC

Caixa

Em ouro branco ou ouro rosa 18 quilates
Diâmetro: 47 mm
Coroa: perlada de ouro branco ou ouro rosa 18 quilates, cabochão de safira engastado
Vidro: safira
Verso: safira transparente
Impermeabilidade: 30 metros / 100 pés / 3 atm
Pulseira: crocodilo preto (ouro branco) ou marrom (ouro rosa)
Fecho déployant: dois ajustes, ouro branco ou ouro rosa 18 quilates


Movimento

Manufatura, mecânico a corda manual, Astroturbilhão - numeração individual do movimento
Diâmetro: 16''' ¾, ou seja, 38 mm
Espessura: 9,01 mm
Nº de rubis: 23
Nº de peças: 187
Frequência: 21.600 oscilações / hora
Reserva de marcha: cerca de 48 horas
 

NotíciasRelacionadas

07 de abril de 2020
23 de janeiro de 2019

BRANDPARTNERS