Publicidade
Home  >  News Voltar

UrwerkUR-111C

14 de setembro de 2018
O novo UR-111C da Urwerk é uma fantástica evolução do emblemático UR-CC1 King Cobra.



As fugas da Urwerk de seu tema de indicação de horas errantes sempre foram espetaculares, e o novo UR-111C não é exceção. Verdadeiro exercício de micromecânica complexa, é um digno exemplar da linha de "Projetos Especiais" da marca, tanto em originalidade quanto em virtuosidade mecânica.


Na tradição da Urwerk, nenhuma das indicações do UR-111C é convencional: os minutos são mostrados de duas maneiras diferentes - linearmente (esta nova criação é um descendente do UR-CC1 King Cobra) e digitalmente. De forma inédita, um cilindro na caixa executa as funções da coroa, e os segundos são mostrados através de um conjunto de fibras ópticas. Como um autêntico Urwerk, sua caixa parece ter sido desenhada por um apaixonado por ficção científica.




Novo design, novas sensações

Felix Baumgartner e Martin Frei, os co-fundadores da Urwerk, sempre consideraram de extrema importância a interação do proprietário com o relógio. "Vestir um refinado objeto mecânico é uma fonte de prazer e orgulho", diz Baumgartner. "Deve existir uma forte ligação com um mecanismo que se funde ao seu pulso e se comunica com você. Um relógio mecânico é como os primeiros passos em direção à inteligência aprimorada: uma máquina que se torna parte de você e que lhe dá informações em troca de energia. É uma verdadeira permuta: você cuida do seu relógio e ele lhe proporcionará um serviço vitalício".


Assim, eles precisavam transformar sua intenção em realidade e criar uma nova interface para o relógio. Ao invés da coroa convencional, conceberam um cilindro integrado ao topo da caixa. Girar o longo cilindro com o polegar para dar corda ao relógio é, de fato, uma nova sensação, mas exigiu engrenagens em miniatura, articulações complexas e rodas intermediárias para conectar os controles à tige de corda. O mesmo se aplica à maneira original de ajustar a hora. Em vez de puxar uma coroa, você gira uma alavanca lateral e gira o rolo em ambas as direções.


As horas e as duas versões dos minutos são exibidas em painéis de safira na lateral da caixa, para que você possa vê-las rapidamente sem girar o pulso ou soltar o volante. Mais uma vez, a conversão do movimento horizontal em um mostrador de tempo vertical exigiu uma transmissão precisamente inclinada com engrenagens cônicas em miniatura. As horas digitais saltantes e os minutos progressivos são exibidos em cones giratórios truncados à esquerda e à direita da indicação linear retrógrada dos minutos.


Aprimorando a ação de uma indicação retrógrada

Embora a indicação linear de minutos já tivesse sido feita pela Urwerk no CC1 King Cobra, Martin Frei decidiu estabelecer um desafio extra para seus engenheiros no UR-111C.


Ele queria produzir algo visualmente diferente e ao mesmo tempo tornar a trilha linear mais longa. Ele decidiu que a trilha linear do indicador deveria se inclinar diagonalmente através de sua abertura, ao invés de horizontalmente alinhado ao cilindro giratório que leva o marcador em hélice ao longo da trilha de minutos. Devido ao trilho inclinado, o cilindro gira 300 graus em torno de seu eixo para levar a hélice ao 60o minuto, ao mesmo tempo em que arma uma mola longa e enrolada. Para trazer a hélice de volta ao início, a mola é liberada para fazer o cilindro avançar mais 60 graus e fazer as horas saltarem para a próxima hora.


Segundos trazidos por fibra óptica


Os segundos digitais do UR-111C são montados alternadamente em duas rodas minúsculas: 10, 20, 30, 40, 50 e 60 em uma, e 5, 15, 25, 35, 45 e 55 na outra. Cada roda pesa 0,018 gramas (0,025g com os numerais) - miniaturas em metal graças ao processo LIGA. Os numerais dos segundos parecem estranhamente próximos quando passam por uma janela circular em progressão sinuosa. Eles surgem alternadamente, transportados ao alcance visual por um denso aglomerado de fibras ópticas precisamente alinhadas, conhecido como um conduto de imagem, posicionado um décimo de milímetro acima dos numerais - esta é uma estreia mundial na relojoeira!


O toque final de complexidade em uma máquina já complexa é a sua caixa. O movimento com suas indicações exclusivas, complicados sistemas de transmissão e engrenagem do automático, deve ser encaixado pela lateral da caixa, após a remoção dos painéis e a desmontagem da alavanca de ajuste da hora. Esta é uma operação lenta e delicada, dada as pequenas tolerâncias e os frágeis mecanismos.


Os vários acabamentos da caixa são dignos de nota - uma combinação harmoniosa de texturas de superfície que foram jateadas, polidas ou acetinadas. Um simples parafuso pode ser acabado de várias maneiras diferentes de acordo com a superfície em exposição.


O UR-111C será produzido em duas edições de 25 peças em aço polido e 25 com acabamento em "gunmetal", a um preço de 130.000.00 Francos Suíços (impostos não incluídos).




Urwerk UR-111C - Ficha técnica

Movimento
Calibre automático UR-111C com parada de segundos, 37 rubis
Escapamento de âncora suíço
Frequência de 28.800 aph (4 Hz)
Reserva de marcha de 48 horas
Cilindro de alumínio anodizado, rodas de segundos em níquel feitas pelo processo LIGA
Acabamentos com granulamento circular, jateado, Côtes de Genève, cabeças de parafusos polidas
Indicação de horas saltantes, minutos lineares retrógrados, minutos e segundos digitais

Caixa
Largura de 42 mm, comprimento 46 mm, espessura 15 mm
Vidro de safira com revestimento antirreflexos
Resistência à água testada para 3 atm (30 metros)
 

NotíciasRelacionadas

21 de junho de 2018
07 de fevereiro de 2018
21 de novembro de 2017
Publicidade

BRANDPARTNERS