Publicidade
Home  >  News Voltar

Patek Philippe - Baselworld 2009Chronometro Gondolo Ref. 5098 em ouro rosa

10 de agosto de 2009
Em 2007, a Patek Philippe relançou uma lendária coleção que havia estado literalmente no limbo por oitenta anos: o Chronometro Gondolo. Em 2009 surgiu a Ref. 5098R, uma nova versão com uma caixa em ouro rosa 18K e um mostrador em tons combinados.


Perfeito em cor e forma

Tanto o formato tonneau como o ouro rosa são típicos das caixas de relógios "art deco". Mas raramente se vê uma combinação desses elementos feita de forma tão feliz como na Ref. 5098. Sua geometria foi inspirada em um Chronometro Gondolo de 1925, exceto que sua silueta foi agora suavemente curvada para abraçar o pulso. O fato de que essa curvatura se estende ao cristal e ao fundo transparente, contudo, exigiu tecnologia de última geração e a capacidade de cortar precisamente o cristal de safira, extremamente duro, para que ele se adaptasse à caixa. O resultado é um relógio com uma fascinante aura de perfeição.


O movimento retangular

O mecanismo que bate dentro do Chronometro Gondolo Ref. 5098R é tão icônico em estilo como a sua soberba caixa tonneau. Trata-se do calibre a corda manual Patek Philippe 25-21 REC (REC de "RECtangular"), um exemplar estudo em moderna horologia. Mas ele possui também muitos dos elementos formais que destacaram os movimentos Chronometro Gondolo do início do século XX dentre todos os outros. Isto se aplica especialmente à ponte da roda central em forma de "S" e às delgadas pontes da roda de escape e quarta roda que permitem uma generosa visão do interior do movimento. O balanço Gyromax inventado pela Patek Philippe tem uma frequencia de 4 Hertz (28.800 vibrações/hora) e assegura a alta precisão deste relógio.


O mostrador com guilloché manual

O mostrador curvado da Ref. 5098R, tão autêntico em estilo como seu predecessor de 1925, é um pequeno trabalho de arte que desce suavemente em direção às garras. Seu centro prateado e a superfície que envolve a escala dos minutos são artisticamente "guillochados" à mão com uma técnica artesanal atualmente bastante rara. Entre as duas regiões "guillochadas" está a escala das horas dourada com numerais Breguet pintados em marrom. Dois "cartouches" que tocam a escala de horas às 12 e 6 horas contêm a assinatura Patek Philippe Genève e o nome do modelo "Chronometro Gondolo". Os dois ponteiros no formato de pera são feitos de ouro colorido em marrom.


Gondolo & Labouriau: um nome lendário

A Patek Philippe entregou o primeiro relógio de bolso para Gondolo & Labouriau, um revendedor de relógios do Rio de Janeiro, em 12 de Novembro de 1872. A consignação fez surgir uma forte relação de negócios que, a partir de 1902, culminaria em uma coleção de relógios que o fabricante de Genebra criaria exclusivamente para esse cliente Brasileiro: nascia o Chronometro Gondolo.

Uma estratégia de vendas totalmente nova foi elaborada pela Gondolo & Labouriau para estes relógios. Uma vez que o preço de venda de 790 francos Suíços era aproximadamente equivalente ao que um trabalhador qualificado ganhava no Brasil em um ano, aos clientes era oferecido um atraente método de pagamento: dez francos por semana em um máximo de 79 semanas, com a admissão em um exclusivo clube de 180 membros que administravam o "Plano do Club Patek Philippe System". Clubes como este eram considerados entidades privadas e assim podiam contornar legalmente a proibição de jogos de azar.

Realmente, o Plano do Club Patek Philippe System era uma loteria com 79 sorteios semanais consecutivos, e o prêmio semanal era um Chronometro Gondolo. Assim, o primeiro vencedor recebia o relógio gratuitamente, enquanto os vencedores dos 78 sorteios subsequentes acabavam pagando entre 10 e 780 francos por suas peças. Os restantes 101 membros tinham de pagar o preço total.

Os primeiros relógios de pulso Chronometro Gondolo surgiram por volta de 1910. Eles eram disponíveis em formatos quadrados, retangulares e tonneau, e também em uma versão quadrada arredondada. Por esta razão, todos os atuais relógios Patek Philippe que não são redondos pertencem à coleção chamada Gondolo. Na segunda metade dos "Roaring Twenties", o clima econômico global começou a se deteriorar, e o último Chronometro Gondolo foi enviado para o Rio de Janeiro em 1927.


Chronometro Gondolo, Ref. 5098R - Características técnicas

Movimento

Calibre 25-21 REC
Movimento mecânico a corda manual
Dimensões: 24,60 mm x 21,50 mm
Altura: 2,55 mm
Número de peças: 142
Número de rubis: 18
Reserva de marcha: máximo de 44 horas
Balanço: Gyromax
Frequencia: 28.800 vibrações/hora (4 Hz)
Espiral: Plana
Funções: Coroa de duas posições:
- Puxada: Ajustar a hora
- Na posição original: Dar corda ao relógio
Indicações: Horas e minutos


Caixa

Em ouro rosa 18K com cristal de safira curvado, fundo transparente em cristal de safira curvado fixado por quatro parafusos polidos
Resistente à água a 30 metros
Altura: 42 mm
Largura: 32 mm
Espessura: 8,90 mm do vidro ao fundo transparente
Espessura máxima: 11,45 mm do cristal às garras
Distância entre garras: 17 mm


Mostrador

Em ouro com tratamento em ródio, curvado, com guilloché manual, em tons de prata e marrom
Logomarca Patek Philippe e nome do modelo "Chronometro Gondolo" em "cartouches" arredondados às 12 e 6 horas
12 numerais Breguet pintados em marrom
Ponteiros de horas e minutos no formato pera em ouro colorido em marrom


Pulseira

Costurada à mão, em couro de jacaré com escalas grandes, em marrom escuro fosco. Fecho histórico parafusado com fivela de 14 mm em ouro rosa 18 K.
 

BRANDPARTNERS